A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Outubro de 2019

21/07/2019 19:09

Na abertura da SBPC, ministro fala em união para fortalecer ciência no País

Para ele, atual momento pelo qual o País passa, com contingenciamento na educação, não afetam mérito do evento

Clayton Neves, Silvia Frias e Tainá Jara
Apresentação de polca paraguaia durante abertura da 71ª SBPC, em Campo Grande. (Foto: Marina Pacheco) Apresentação de polca paraguaia durante abertura da 71ª SBPC, em Campo Grande. (Foto: Marina Pacheco)

Durante abertura da 71ª reunião anual da SBPC (Sociedade Brasileira pelo Progresso da Ciência), realizada pela primeira vez em Mato Grosso do Sul, Júlio Francisco Semeghini Neto, ministro substituto da Ciência Tecnologia, Inovações e Comunicações, afirmou que o atual momento pelo qual o País passa, com anúncio de contigenciamento deverbas na área da educação, não afetam a organização ou o mérito do evento. Em sua avaliação, a união de esforços e trabalho integrado são alternativas para fortalecer o setor de pesquisas no Brasil.

“Se a gente for olhar aqui, você vai ver que não afetou em praticamente nada, na minha avaliação. Estão todas as instituições presentes, todas participando bastante e isso mostra que temos problemas pontuais que precisam ser resolvidos, mas que há consciência no País de que a gente tem que se integrar e se envolver para colocar a ciência no tamanho e no lugar que ele merece na economia e na polícia brasileira”, disse.

De acordo com Semeghini, que representa o ministro Marcos Pontes, o desafio do Governo é envolver a ciência e tecnologia com todas as áreas. Como exemplo, ele cita setores da cadeia produtiva, empresários e setores de pesquisas. “É importante trabalharmos juntos para porque precisamos desenvolver e aplicar a pesquisa para fazer com que ela até as pessoas”, afirma.

Durante conversa com jornalistas, o ministro substituto chegou chamar o Estado de Mato Grosso do Sul de Mato Grosso, no entanto, corrigiu a fala ao lembrar dos ministros Henrique Mandetta, da saúde, e Tereza Cristina da Agricultura que são sul-mato-grossenses.

Vaias - Durante formação da mesa de autoridades, o secretário Arnaldo Barbosa de Lima Júnior foi vaiado por centenas de pessoas que acompanham a abertura da SBPC. Ele é titular da Sesu (Secretaria de Educação Superior) e foi criticado porque a UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), que sedia o evento, foi uma das unidades federais que mais tiveram recursos contingenciados.

Ao todo, foram cerca de R$ 80 milhões, sendo que R$ 29 milhões são diretamente do MEC (Ministério da Educação) e R$ 51 milhões de bloqueios de emendas parlamentares.

Centenas lotaram o evento que acontece Teatro Glauce Rocha, em Campo Grande. No local, estão presentes diversas autoridades entre eles, o prefeito de Campo Grande Marquinhos Trad (PSD) e o governador Reinaldo Azambuja (PSDB).

Em sua fala, Marquinhos Trad disse da necessidade de incentivar novos conhecimentos para formar grandes pesquisadores. “Queremos espalhar o conhecimento pois assim, nossa cidade poderá receber o carinho e o retorno de todos”, afirmou.

Já Azambuja lembrou dos investimentos feitos pelo Governo da área da pesquisa, mesmo durante períodos difíceis. “Enfrentamos momentos de de recessão brutal nos últimos anos que impôs enormes sacrifícios, mas ainda assim, nesse período de 4 anos e meio investimos mais na nossa fundação de ciência e tecnologia que nos 21 anos de sua criação”, disse.

Para o encontro, Prefeitura e Governo do Estado disponibilizaram City Tour gratuito que fará três saídas para que visitantes possam fazer passeios e conhecer os pontos turísticos da Capital.

 

SBPC - Estão previstas mais de 250 atividades na programação da 71° reunião da SBPC, incluindo conferências, palestras, rodas de conversa, encontros, oficinas e minicursos de todas as áreas do conhecimento. Entre elas estão realizações que abordam temáticas Afro e Indígena, Inovação e Educação, além da SBPC Jovem, Sessão de pôsteres ExpoT&C, Avenida da Ciência e Caminhões da Ciência. A programação completa está no site https://sbpc.ufms.br/.

Realizada de 21 a 27 de julho no campus da Capital da UFMS, o evento terá sessões especiais abordando temas como os 20 anos da Plataforma Lattes, o Ano Internacional das Línguas Indígenas, os 150 anos da Tabela Periódica, os 250 anos de Alexander von Humboldt (explorador da Prússia, atual Alemanha, considerado pai da biogeografia e responsável por bases de outras ciências, como a oceanografia e a geologia), os 50 anos da descoberta dos Quark e o centenário do Eclipse de Sobral (CE) –que confirmou a Teoria da Relatividade Geral de Albert Einstein.

 


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions