A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Outubro de 2019

19/07/2019 15:59

Preparação para fiação subterrânea deixa 14 sem energia neste sábado

Intervenções ocorrerão em trechos da Rua Maracaju e da Avenida Fernando Correa da Costa, postes serão removidos em setembro

Humberto Marques
Novos postes já foram instalados em alguns trechos da via; fiação da 14 de Julho será subterrânea. (Foto: Paulo Francis)Novos postes já foram instalados em alguns trechos da via; fiação da 14 de Julho será subterrânea. (Foto: Paulo Francis)

Uma das etapas mais esperadas do programa Reviva Campo Grande terá início neste sábado (20), com o início da adequação da estrutura que resultará na retirada dos postes de iluminação e da fiação aérea ao longo da Rua 14 de Julho. Em virtude disso, trechos da região central da Capital ficarão sem energia elétrica amanhã e domingo (31), conforme já alertado com antecedência aos consumidores.

A retirada dos cabos e dos postes foi apontada como uma das medidas de maior impacto paisagístico das obras do Reviva, que prometem dar uma nova identidade visual à 14 de Julho no trecho entre as Avenidas Fernando Corrêa da Costa e Mato Grosso. Com o início do serviço, espera-se manter o cronograma para conclusão das obras, previsto para novembro deste ano.

Sábado, das 14h às 18h, equipes da Energisa realizarão trabalhos na Rua Maracaju, entre a 14 e a Rua 13 de Maio, para adequar a estrutura que permitirá a remoção dos postes – o trabalho visa a conversão de redes aéreas para subterrâneas e, conforme a assessoria do Reviva Campo Grande, alterará a fonte de alimentação de rede, que passará a ser pela 13.

Domingo, o serviço será realizado na Fernando Corrêa da Costa. Em alguns trechos da 14, os novos postes de iluminação, que usarão a fiação subterrânea, já foram instalados. Já os cabeamentos das redes de telefonia dependem da instalação dos totens e devem começar no fim deste mês.

A Energisa informou que a operação integra o desligamento programado que a concessionária realiza para efetuar manutenções e melhorias na rede. Consumidores foram informados por meio de comunicados e publicações no site da empresa.

Financiadas com recursos do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), em financiamento de US$ 56 milhões, as obras do Reviva Campo Grande alteraram as dimensões da 14 de Julho, que teve o pavimento trocado e o número de pistas reduzido, com adoção de novo paisagismo nas calçadas, entre outras intervenções. A remoção dos postes será um dos últimos serviços no projeto de requalificação, devendo ocorrer em setembro.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions