A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 21 de Maio de 2019

18/04/2019 10:29

Revitalização deixará 70% da Avenida Bandeirantes com 2 faixas para carros

Veja como ficará a avenida depois da construção de ilhas de embarque e desembarque do transporte coletivo.

Fernanda Palheta
Imagem do projeto apresentado pela Engepar para o corredor de ônibus.Imagem do projeto apresentado pela Engepar para o corredor de ônibus.

Além de acabar com a faixa de estacionamento do lado esquerdo, a obra da Bandeirantes, no trecho entre terminal de ônibus e a Avenida Afonso Pena, deixará 70% da avenida com uma faixa de rolamento a menos. Dessa forma, será possível implantar o corredor exclusivo para ônibus e ilhas de embarque e desembarque ao longo do percurso.

Hoje, a via é composta, em sua maioria, por três faixas e alguns trechos com quatro faixas. Mas o projeto prevê apenas duas faixas em 2,7 quilômetros, dos 3,8 quilômetros totais que envolvem a revitalização.

Conforme o plano de execução, em apenas 30% do trecho serão mantidas as três faixas de rolamento, com uma faixa de estacionamento, o que representa cerca de 1,3 quilômetros da obra. A revitalização, resultado da parceria entre o Governo do Estado e a Prefeitura de Campo Grande, não prevê nenhum trecho com quatro faixas.

Projeto indica como fica o trecho com duas faixas de rolamento. Projeto indica como fica o trecho com duas faixas de rolamento.
Proposta da avenida com 3 faixas para tráfego de veículos comuns, e uma para ônibus.Proposta da avenida com 3 faixas para tráfego de veículos comuns, e uma para ônibus.

Durante todo o trajeto. será mantido o corredor de ônibus, com quatro metros de largura. Porém com a revitalização, ele mudará de lado na via. Hoje os ônibus transitam na faixa da direita e a partir da conclusão da obra o corredor ocupará o lugar do estacionamento à esquerda.

Ao longo dos quase quatro quilômetros da obra, ainda serão instaladas sete “ilhas”, separadas por distâncias entre 300 e 700 metros, que substituirão os pontos de ônibus tradicionais, onde os passageiros poderão embarcar e desembarcar. No projeto, as ilhas estão localizadas próximas das esquinas, para facilitar o acesso dos usuários do transporte público. Conforme, a Engepar, empresa responsável pela obra, as ilhas devem permanecer nos locais onde hoje são os pontos de ônibus.

Cronograma - Iniciada na última terça-feira (16), a obra tem prazo de um ano para ser concluída. O investimento de R$ 8.762.915,67, é resultado da parceria entre a Prefeitura de Campo Grande e o Governo do Estado, sendo R$ 6.464.936,73 do financiamento do PAC Mobilidade e R$ 2.297.378,94 de contrapartida, viabilizada em parceria com o Governo do Estado. Os trabalhos de revitalização da via terão início a partir da Avenida Afonso Pena, rumando para o trevo do Imbirussu.

O cronograma da obra é dividido em duas partes. Entre abril e julho serão realizados a drenagem, remendo profundo, pavimento profundo e meio fio e calçada, partindo da Avenida Afonso Pena. A partir de agora iniciasse a fresagem. De setembro até março de 2016 será realizado o recapeamento do trecho.

Imagem mostra local destinado ao estacionamento a partir da conclusão. Imagem mostra local destinado ao estacionamento a partir da conclusão.


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions