A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

28/08/2016 15:37

DJ e amigos que estavam com policial militar morto estão detidos no Paraguai

Viviane Oliveira e Fernanda Yafusso
Em foto enviada pelo jornalista Léo Verás, DJ aparece dentro de cela no paraguaí.  Em foto enviada pelo jornalista Léo Verás, DJ aparece dentro de cela no paraguaí.

Os amigos que acompanhavam o policial militar Douglas Danilo Vitória Duarte, 34 anos, executado a tiros de pistola 9 milímetros em Pedro Juan Caballero, foram detidos pela policia paraguaia para prestar esclarecimentos, a previsão é de que eles só sejam liberados amanhã.

Entre eles está Diogo Luiz de Paula, 33 anos, conhecido como DJ Diogo Bacchi, um dos mais requisitados na noite de Campo Grande e residente da Valley Tai, casa noturna mais sofisticada da cidade.

Conforme informações do boletim de ocorrência, registrado pela polícia paraguaia, também foram detidos Alan Jorge da Silva, 38 anos, a empresária Alexandra da Silva Souza, 30 anos, Adriele Alves Escarbelo, 23 anos, e a namorada de Diogo, a estudante Sarah Gonçalves de Souza, de 21 anos. 

Segundo o jornalista Léo Verás, de Ponta Porã, os cinco amigos ainda não foram ouvidos pela autoridade policial do Paraguai. Eles estavam em Pedro Juan para a inauguração de uma casa noturna na noite de sábado.

O carro do policial, Hyundai i30, e o Chevrolet Cruze, que pertence a Alan, foram apreendidos. Uma das linhas de investigação é de que Douglas foi à cidade como segurança do DJ Diogo Bacchi. A policia investiga suposta ameaça de morte contra o DJ, por motivo passional.

Douglas era policial militar campo-grandense e estava na corporação desde 2008, onde atuava como fisioterapeuta, na Policlínica da Polícia Militar, na Capital.

O PM estava hospedado no Hotel Divisa. Por volta de meia-noite, quando desceu para pegar um perfume no carro, estacionado em frente ao hotel, ele foi atingido pelos assassinos. Por enquanto, a polícia só divulgou que homens em um Fiat Strada atiraram contra o policial. Eles dispararam 14 vezes, mas cinco atingiram Douglas.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions