A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

28/10/2011 10:05

Em 9 meses, envolvimento em crimes provocou expulsão de 11 policiais militares em MS

Ângela Kempfer
Sede da Corregedoria Geral da PM em Campo Grande. (foto: Pedro Peralta)Sede da Corregedoria Geral da PM em Campo Grande. (foto: Pedro Peralta)

Só neste ano, pelo menos 11 policiais militares foram excluídos da corporação “a bem da disciplina”, conforme publicações do Diário Oficial do Estado. As expulsões podem ser ainda em número maior, por conta de omissões no sistema de pesquisa da imprensa oficial.

Há demissões publicadas em janeiro, março, abril, junho, julho, agosto e setembro deste ano, sempre de policiais de baixa patente. São cabos, soldados e sargentos excluídos após sindicância ou por decisão judicial.

Em janeiro, as primeiras medidas do comando da PM foram contra o 2º sargento Joacir de Araújo Paz e o cabo Ronaldo de Paula Barbosa. Eles foram presos em 2009, acusados de facilitar a ação de três contrabandistas em Corumbá, na fronteira com a Bolívia. O trio foi flagrado com a apreensão de 51 mil DVDs virgens, que seriam usados para sustentar a pirataria em Campo Grande.

O 2º sargento e o cabo também respondem processo na Auditoria Militar. De acordo com a denúncia do Ministério Público Militar Estadual eles integravam um esquema criminoso que facilitava ação dos contrabandistas, por meio de monitoramento das equipes do DOF (Departamento de Operação de Fronteiras) e Rotai (Rondas Táticas do Interior)

A média de expulsões em 2011 é semelhante as publicações do mesmo período de 2010, com punição aos maus policiais na ativa. Os dados oficiais foram solicitados ao Comando da PM, mas até o fechamento desta reportagem não haviam sido enviados.

O número de PMs envolvidos em crimes só aumenta em Mato Grosso do Sul. Nesta semana, 23 foram presos em duas operações contra o contrabando de cigarros, pneus e produtos eletrônicos.

Outros dois estão foragidos e, pelo menos, mais dois são investigados, somando 27 suspeitos de envolvimento com quadrilhas que trazem produtos do Paraguai.

O ano foi de expulsões e também de condenações na Justiça, inclusive de policiais civis.

Em fevereiro, o policial militar Vitor Vilmo Chimenez foi condenado a 10 anos de prisão em regime fechado por participar de quadrilha composta por policiais. Ele foi o primeiro a ser julgado pelos crimes de concussão (extorsão por agente público) e peculato, de grupo chefiado pelo investigador da polícia civil de Campo Grande, Mahmod da Silva Deghaiche, o Mamute, para extorsão e desvio de cargas apreendidas em Mato Grosso do Sul.

De maneira geral, os policiais eram informados sobre tráfico e carregamentos de drogas e ao recolheram o entorpecente, não registravam a ocorrência, deixando os bandidos livres e desviavam a droga.

Em outra situação, a quadrilha apurava casos de veículos roubados e, se os encontrassem, não devolviam aos donos, vendendo para terceiros.

Em julho a decisão da Justiça foi contra a Polícia Civil. Envolvidos em tortura, os policiais civis Iraceno Teodoro Alves Neto, José Lopes da Silva Júnior e Rubens Baptista Filho foram expulsos do quadro de pessoal do governo do Estado.

Os 3 foram presos em 2007, na operação Xeque-Mate, que desmantelou quadrilhas de exploração de jogos de azar.

Interceptações telefônicas feitas pela Polícia Federal revelaram que os policiais aproveitavam-se da função pública, praticavam tortura e extorsões.

Além disso, facilitavam a exploração de jogos de azar e o desmanche de veículos furtados, tudo mediante o recebimento de propina. Também agenciavam serviços advocatícios no distrito policial, visando se beneficiar de parte dos honorários auferidos pelo defensor.

Eles também são apontados como autores de tortura a um adolescente, em 2005, em Três Lagoas, com o objetivo que confessasse envolvimento em roubo ao posto de combustíveis que trabalhava.



Isso significa que é a única instituição no país que não há impunidade, pelo menos para as praças. Quiça outros orgãos público fizessem o mesmo com seus quadros, provavelmente teríamos menos corrupção no país! Que o exemplo seja seguido, principalmente na classe política!!
 
Vicente de Paulo em 28/10/2011 12:27:00
eu vejo isso como se fosse um semafaro vermelho em que todos os condutores deveiculo vão furando o,apenas voce obedece,mas por falta de exemplo e motivação ,não demora muito o proximo poderá ser voçe
 
evaldo candido moreira em 28/10/2011 12:06:40
O pior bandido que existe é aquele que se esconde atrás de uma farda,tira proveito da função pública, sejam policiais dos órgãos Federais , Estaduais, ou municipais. NO entanto Graças a Deus está sendo feita uma faxina isso é ótimo para comunidade e dentro da própria instituição, Ficando apenas os que são profissionais de verdade, servindo e protegendo a sociedade.Que Deus de sabedoria aos éticos.
 
Paulo Roberto em 28/10/2011 11:24:22
Esses maus policiais são cidadãos, ou seja, é o reflexo da sociedade. Não dá p/ apontar o dedo p/ eles sem que nos seja apontado também. Pois, os policiais são retirados da sociedade p/ servir a lei, porém, alguns se perdem.
As corporações, órgãos e instituições sofrem com esas pessoas. Não tendo culpa, mas,se mostram sérias quando os combatem e os retiram de seus quadros, que foi o caso.
 
Luiz Carlos Bravo em 28/10/2011 11:21:11
É pra refletir... De penssar que a policia existe para proteger a população, olha onde mora o perigo, chega a ser vergonhoso.
Mas o importante é que a justiça ta sendo feita, seja ela lenta ou não...
E isso é só o começo, da onde saiu esses vem muito mais... Vamos aguardar os proximos capitulas desse filme de terror...
 
Gisele Matos em 28/10/2011 10:57:51
interessante é que são presos e excluidos somente soldados cabos e sargentos, algum tempo atras houve um escandalo envolvendo o deputado estadual CEL IVAN e não deu em nada, a pouco tempo outro envolvendo maquina caças niqueis com a participação do CAP PM PAULO XAVIER e do SGT PM MASSARANDUBA, somente o sargento foi excluidos e oficial continua na ativa, onde esta a imparcialidade nos julgamentos?
 
Paulo Silva em 28/10/2011 10:54:35
Lamentável que na mioria das vezes só os praças sofrem a devida punição e que a corporação ainda tenta ocultar algumas informações, deveriam sim tornar pública as informações e divulgar para todos quem são esse bandidos que se escondem atrás das fardas e punir rigorosamente quem quer que seja desde praças até oficiais.
 
Sonia da silva em 28/10/2011 10:43:32
Graças a Deus que as duas corporações policiais do Estado de MS tem em seu comandos duas ilustres autoridades, na Policia Civil o Dr. Jorge Razanauska e na PM o Cel. David. Policiais corretos e cumpridores dos deveres com a sociedade. FORA OS POLICIAIS CORRUPTOS que denigrem a tão desgastada imagem da POLICIA ESTADUAL.
 
Edino Ferro em 28/10/2011 10:34:47
Tenho que aqui deixar minha mensagem, sei que a lei é para todos, mas só vejo ela ser realmente aplicada "a ferro e fogo" nos com menos recursos e posições sociais, gostaria de ver a verdadeira justiça como foi escrita nos livros juridicos e jurisprudenciais, e como diz o artigo 5 da constituição federal, ser efetivamente posto em uso e não somente pra ficar em cima de mesa ou estante de juizes...
 
ailton santos em 28/10/2011 06:46:51
Tenho que aqui deixar minha mensagem, sei que a lei é para todos, mas só vejo ela ser realmente aplicada "a ferro e fogo" nos com menos recursos e posições sociais, gostaria de ver a verdadeira justiça como foi escrita nos livros juridicos e jurisprudenciais, e como diz o artigo 5 da constituição federal, ser efetivamente posto em uso e não somente pra ficar em cima de mesa ou estante de juizes...
 
ailton santos em 28/10/2011 06:46:40
Muito boa essa faxina que está sendo executada na polícia militar, mais parece que só estão pegando os peixes miúdos... Vou mais longe, acho que outras polícias também já deveriam estar fazendo a mesma coisa, ou vc acha que por lá só existe gente boa, honesta?
 
Elida Cris Chaves em 28/10/2011 05:28:22
Eu acho que isso a população deveria prestar atenção, que se fosse só verdade tudo bem, mais na minha opinião eles estão usando esses policiais como mula, tipo assim igual aqueles q passam drogas, acho que para acontecer isso e deste tamanho tem alguem grande por trás, população abre o olho isso é p chamar atenção p a midia e os grandes estão passando de fininho,acho que tem gente grande abre olho
 
Maria das Dores em 28/10/2011 04:24:23
Infelizmente; como em todo processo, a corda só arrebenta no lado mais fraco. Sendo assim, nunca veremos um oficial sendo expulso, no maximo ; uma punição leve, creio que, da mesma forma qie o contrabando só funciona com a conivência de poliais corruptos, esses também só funcionam com a conivência de superiores.
 
João Batista em 28/10/2011 01:17:19
Os concursos publicos para admissão dessa categória deveria ser mais dificil e rigida como é o da PF, claro que os salários baixo levam muito dos PM a vida do crime e ao abuso de poder, mas a grande realidade hoje da corporação é que são muitos desiquilibrados com armas circulando pelas ruas do País.
 
Roberto Sacco em 28/10/2011 01:02:17
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions