A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 23 de Julho de 2019

12/07/2019 08:42

Com helicóptero, polícia faz caça a traficantes nos 2 lados da fronteira

Senad paraguaia e Polícia Federal com apoio da Força Nacional fazem operação nesta manhã em Capitán Bado e Coronel Sapucaia

Helio de Freitas, de Dourados
Helicóptero sobrevoa fronteira entre Brasil e Paraguai. (Foto: Capitán Bado.com) Helicóptero sobrevoa fronteira entre Brasil e Paraguai. (Foto: Capitán Bado.com)

Operação conjunta de policiais paraguaios e brasileiros nesta sexta-feira (12) caça traficantes de drogas na região de Capitán Bado e Coronel Sapucaia (MS), a 400 km de Campo Grande. Com helicóptero e viaturas, equipes da Senad (Secretaria Nacional Antidrogas) do Paraguai e Polícia Federal brasileira, com apoio da Força Nacional, fazem buscas nos arredores das cidades-gêmeas, dominadas pelo crime organizado.

Do lado paraguaio a caçada está concentrada na região da Colônia Manta Potrero, onde ficam lavouras de maconha e acampamentos de empacotamento da droga. Enquanto os agentes paraguaios vasculham casas e propriedades rurais, os policiais brasileiros reforçam a segurança na Linha Internacional para evitar que os bandidos fujam para Mato Grosso do Sul.

Até agora, pelo menos um bandido foi preso, o paraguaio FRedy Ariel Irala Fernandes, o “Lico’í”, apontado como líder de uma quadrilha acusada de narcotráfico, assaltos e crimes de pistolagem.

A região formada por Capitán Bado e Coronel Sapucaia, integram a extensão mais violenta da fronteira entre Brasil e Paraguai. Assim como Pedro Juan Caballero e Ponta Porã, as duas cidades possuem forte atuação de facções criminosas, entre elas o PCC (Primeiro Comando da Capital) e o Comando Vermelho, e grupos de bandidos locais, alguns rivais e outros associados das quadrilhas brasileiras.


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions