ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SEGUNDA  10    CAMPO GRANDE 22º

Interior

Adolescente é apreendido depois de colocar fogo em escola

Antes de atearem fogo em escola, adolescente furtaram computador e vandalizaram salas

Por Adriano Fernandes | 16/04/2021 19:26


A Polícia Civil concluiu que o incêndio na escola Estadual Jan Antonin Bata, ocorrido no dia 4 de abril, em Batayporã, cidade a 311 quilômetros de Campo Grande foi criminoso.

Os incendiários foram dois adolescentes, de 12 e 17 anos. O mais velho foi apreendido por conta do crime. De acordo com o inquérito policial, antes de atearem fogo na escola os dois adolescentes ainda furtaram computadores e vandalizaram algumas salas.

Além dos laudos da perícia de Nova Andradina que apontaram o envolvimento da dupla, testemunhas também confirmaram ter visto os garotos no local. Diante da constatação, a Polícia Civil e o Ministério Público representaram pela internação provisória do adolescente, que foi aceita pela justiça.

Computador que havia sido levado pelos adolescentes da escola. (Foto: Nova Notícias)
Computador que havia sido levado pelos adolescentes da escola. (Foto: Nova Notícias)

O garoto foi apreendido pelo SIG (Setor de Investigações Gerais) de Nova Andradina e encaminhado para a delegacia. Ele aguarda a disponibilização de vaga em UNEI. Não há informações sobre o paradeiro do outro adolescente.

Ainda conforme o portal Nova Notícias, os investigadores também recuperaram um computador e o monitor levados da escola, já na residência de um receptador, que não foi localizado.

 O incêndio - As chamas destruíram o refeitório e cozinha da unidade e ainda ameaçaram se alastrar por outras instalações.

Durante o incêndio, a Polícia Militar de Batayporã interditou toda a área no entorno do prédio enquanto militares do Corpo de Bombeiros de Nova Andradina, fizeram o rescaldo das chamas. A suspeita inicial era de que o incêndio tivesse sido causado por um curto-circuito nas instalações elétricas do edifício.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário