A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 24 de Setembro de 2018

14/09/2018 13:07

Para atrair turistas, Estado negocia voos com menor tempo de conexão

Estratégia foca estrangeiros, mas não esquece sul-mato-grossenses

Kleber Clajus
Fundação busca novos voos para reduzir em até 2h30 tempo de conexão de estrangeiros (Foto: Fernando Antunes/Arquivo)Fundação busca novos voos para reduzir em até 2h30 tempo de conexão de estrangeiros (Foto: Fernando Antunes/Arquivo)

A Fundtur (Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul) negocia com companhias aéreas novos voos que possibilitem conexões internacionais mais rápidas em aeroportos do país e, em paralelo, busca promover rota regional com cachoeiras e pinturas rupestres.

Conforme o turismólogo e diretor-presidente da fundação, Bruno Wendling, um dôssie tem sido entregue as empresas reforçando os potenciais turísticos e de negócios do Estado. A estratégia "busca a conexão com voos internacionais que descem em São Paulo, Brasília, Fortaleza e Salvador, diminuindo a janela de espera do turista no aeroporto para até 2h30".

Iniciativa tem por base dados do Observatório do Turismo de MS que, de abril a junho deste ano, identificou forte presença de americanos, alemães e ingleses entre os principais grupos de estrangeiros a desembarcar nos cinco aeroportos sul-mato-grossenses. Já com origem nacional, os principais mercados emissores são São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro.

"Focamos no mercado aéreo porque abre conexões mais abrangentes, mas também temos forte influência do rodoviário", destacou Bruno. "Sinais de crescimento passam pelo acesso melhor e promoção mais efetiva, por isso estamos indo nos mercados que nos interessam".

Destinos integrados - Voo da Azul Linhas Aéreas entre Campo Grande e Foz do Iguaçu, durante a alta temporada de verão, interligará os dois principais destinos de ecoturismo do país, uma vez que a Capital é "rota natural" para Bonito, assim como para o Pantanal.

Havia demanda antiga do trade turístico para que isso ocorresse, tendo em vista que antes turistas estrangeiros acabavam percorrendo por via terrestre 700 quilômetros. Já com o voo existe a perspectiva de que o número de visitantes no Estado seja ampliado em 20%.

Diretor-presidente da Fundtur, Bruno Wendling, explicou haver o foco no mercado internacional, assim como no fortalecimento e promoção de rota no norte do Estado (Foto: Kleber Clajus)Diretor-presidente da Fundtur, Bruno Wendling, explicou haver o foco no mercado internacional, assim como no fortalecimento e promoção de rota no norte do Estado (Foto: Kleber Clajus)

Rotas terrestres - As viagens de carro são as preferidas entre os turistas de origem boliviana, paraguaia e peruana que ficam ou passam por Mato Grosso do Sul.

Por isso, de acordo com o diretor-presidente da Fundtur, o governo estadual investiu na melhoria das rodovias e mesmo sua pavimentação, como foi o caso da MS-178 entre Bonito e Jardim.

Outros pontos priorizados incluíram a MS-382 para que o acesso a Gruta do Lago Azul fosse asfaltado, além da MS-382 que integra corredor turístico na região do Pantanal.

Mercado local - Em contrapartida, a Fundação de Turismo também investe para promover atrativos históricos e naturais da "rota norte", que inclui os municípios de Alcinópolis, Costa Rica, São Gabriel do Oeste, Rio Verde, Coxim, Pedro Gomes, Sonora e Paraíso das Águas.

Pinturas rupestres e cachoeiras integram esse novo roteiro que, por enquanto, vai focar o público sul-mato-grossense que busca alternativas de turismo regional. Há parceria com o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) para fortalecer uma associação que integre todas as cidades e empreendimentos locais até dezembro.

Campo Grande, por sua vez, conta com trabalho integrado entre Estado e município para consolidar-se como destino de negócios e observação de pássaros (Birdwatching). 

Bruno Wendling ressaltou, ainda, que eventos apoiados financeiramente pela fundação hoje também precisam comprovar que são geradores de fluxo turístico para acessar tal apoio. A medida visa garantir transparência na aplicação dos recursos públicos, havendo realização de pesquisas para comprovar os gastos e tempo de permanência dos turistas nas cidades.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions