A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

05/08/2008 11:25

Policial civil preso com fuzil já responde por tráfico

Redação

O policial civil surpreendido ontem negociando a venda de um fuzil, em Campo Grande, já respondia a processo por tráfico de drogas na comarca de Miranda, onde já esteve lotado, conforme informações da Polícia Civil. Mahmod da Silva Deghaiche, de 41 anos, foi detido por meio de denúncia anônima, na tarde de ontem, portando a arma de uso proibido em território nacional.

De acordo com a polícia, por volta de 14h15 desta segunda-feira, policiais da DENAR (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico) receberam chamada anônima avisando que haveria alguém vendendo um fuzil próximo a uma rotatória na avenida Hiroshima, no limite dos bairros Carandá Bosque e Mata do Jacinto.

Em ação conjunta da delegacia com a Corregedoria-geral da Polícia Civil, uma viatura descaracterizada foi enviada ao local, onde foram localizados dois homens dentro de um Ford/Fiesta, de cor preta, com placas HSD-9271.

Abordados pelos policiais no momento em que deixariam o local, os ocupantes do carro foram pegos em flagrante com o fuzil de fabricação tcheca (e não belga como divulgado anteriormente), calibre 223, com numeração raspada, dotado de mira telescópica e uma caixa de munição também calibre 223, marca CZ 527FX, com vinte munições intactas. Com Deghaiche ainda foi encontrado um revólver Rossi, calibre 357.

Mauro Alessandro Souza de Freitas, de 33 anos, que acompanhava o policial civil, também foi preso. Ele afirma ser corretor de imóveis e não possuir antecedentes criminais. Ambos foram detidos pelos crimes de posse ou porte ilegal de arma de fogo de uso restrito e comércio ilegal de arma de fogo.

Deghaiche, que atualmente é efetivo no 5º Distrito Policial da Capital, ainda vai responder a processo administrativo disciplinar, podendo ser repreendido e até demitido.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions