A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 16 de Outubro de 2018


05/07/2018 15:46

Lukaku fala português, gosta do jeito brasileiro e tem Adriano como ídolo

Brasil e Bélgica se enfrentam nesta sexta-feira, às 14h (MS) por uma vaga nas semifinais da Copa do Mundo de 2018

De Kazan, Paulo Nonato de Souza
Sorridente e esbanjando seu português fluente, o belga que se considera congolês, Romelu Lukaku disse que o Brasil é favorito nesta sexta-feiraSorridente e esbanjando seu português fluente, o belga que se considera congolês, Romelu Lukaku disse que o Brasil é favorito nesta sexta-feira

Se há algo que aterroriza qualquer zagueiro é ter pela frente um centroavante forte, do tipo tanque de guerra, rápido e que chuta com a perna esquerda. Pois é isso que a defesa da Seleção Brasileira vai enfrentar no confronto com a Bélgica, nesta sexta-feira, às 14h (MS), em Kazan, pelas quartas de final da Copa do Mundo de 2018.

O tanque em questão atende pelo nome de Romelu Menama Lukaku Bolingoli, ou simplesmente Lukaku, 25 anos, 1,91 de altura e 94 kg. Como se isso fosse pouco, é ágil, hábil e canhoto, enfim, tem o mesmo perfil do seu grande ídolo, o brasileiro Adriano, atacante revelado pelo Flamengo, que jogou em clubes italianos como a Internazionale, Parma e Fiorentina, e encerrou a carreira precocemente por problema de depressão.

Simpático, Lukaku chegou para a entrevista coletiva desta quinta-feira em Kazan afirmando não querer falar em português com os jornalistas brasileiros, alegando não se sentir seguro no idioma.

“Gosto do jeito do brasileiro se relacionar com as pessoas, gosto de falar português. No Chelsea joguei com vários brasileiros. Sempre praticava com o David Luiz e o Willian. Aliás, desde o meu tempo no Anderlecht (clube belga) eu já falava português porque lá jogavam vários brasileiros, mas agora no Manchester United não estou praticando”, argumentou o jogador. Mesmo assim, ele acabou respondendo várias perguntas em português, inclusive defendeu o brasileiro Neymar das críticas de cai-cai e apontou o Brasil como favorito no jogo desta sexta-feira.

Sobre Adriano, ele disse que quando criança não perdia um jogo em que o brasileiro estava em campo. “De tanto ficar olhando e admirando, eu comecei a jogar igual a ele. Também forte e canhoto como eu. Quero um dia ter a oportunidade de encontrar o Adriano”, declarou.

Nascido em Antuérpia, na Bélgica, mas filho de família congolesa, nas entrevistas ele sempre faz questão de se referir ao Congo como “o meu país”. Segundo Lukaku, o Congo tem muito em comum com o Brasil, especialmente na alimentação.

“A comida do brasileiro é a mesma do Congo. O feijão do Brasil é o mesmo, é como o feijão do meu país, e feijoada é o meu prato favorito”, declarou Lukaku. Além de feijoada, o atacante revelou ter outro costume alimentar dos brasileiros. “Gosto de comer carne, gosto muito de rodízio”, ressaltou.



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.