A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 18 de Outubro de 2018


01/07/2018 12:39

Rússia sofre, mas elimina Espanha na primeira decisão por pênaltis

Espanha abriu o placar, mas na disputa dos pênaltis errou dois chutes

Bruna Kaspary
Dzyuba comemorando o gol de pênalti no primeiro tempo do jogo (Foto: Fifa/Divigulção)Dzyuba comemorando o gol de pênalti no primeiro tempo do jogo (Foto: Fifa/Divigulção)

Com um jogo apertado, a Rússia sofreu para conseguir eliminar a seleção que tinha estava como favorita no primeiro jogo que foi para a prorrogação na manhã desse domingo (1º), em Moscou. O jogo foi o primeiro dessa Copa a ser decidido na disputa por pênaltis.

O goleiro russo Akinfeev defendeu os chutes de Koke e Aspas classificando a seleção para as quartas de final.

A seleção espanhola começou o jogo mais ofensiva, mas no final de primeiro tempo levou um gol de pênalti provocado pelo craque do time. No fim do segundo tempo a Espanha tentou voltar com a postura agressiva nos minutos finais do segundo tempo para evitar a prorrogação, mas não foi ainda assim não foi suficiente.

A Rússia se destacou pressionando o adversário, que já era considerado o favorito. Sabendo da pressão que sofreria, os jogadores já tinham avisado que seria necessário aumentar a qualidade do futebol e para dificultar o jogo de uma das seleções com os maiores destaques do mundo.

O primeiro gol do time espanhol aconteceu logo nos primeiros minutos do primeiro tempo. Após uma cobrança de falta na área, o zagueiro russo Ignashevich perdeu o controle da bola e tocou para as próprias redes, abrindo o placar aos 11 minutos de jogo.

Para manter o controle, os jogadores espanhóis passaram a segurar a bola, evitando ataques dos russos, que ficaram menos de meia hora com ela durante ao tempo regular do jogo.

Com a ajudinha do craque do time espanhol, a Rússia abriu o placar com um gol de pênalti aos 39 minutos. Em uma bola alta, Piqué subiu erguendo o braço, que acertou a bola depois de uma cabeçada do jogador russo.

Durante a prorrogação, os ânimos ficaram alterados, mas mesmo assim o gol da classificação não saiu. No primeiro tempo a Espanha teve mais chances, principalmente depois de uma falta do meia Golovin. Na cobrança, após o levantamento, o zagueiro Piqué cabeceou nas mãos do goleiro.

Um lance polêmico na área russa causou também a revolta dos jogadores espanhóis, que pediam por pênalti. O árbitro de vídeo foi consultado, mas o juiz mandou seguir o jogo.



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.