A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 18 de Novembro de 2018


10/07/2018 13:44

Russos ignoram campanhas contra o tabaco e fumam compulsivamente

Pesquisa mostra que 70% dos homens e 30% das mulheres são fumantes na Rússia

De Moscou, Paulo Nonato de Souza
Em Moscou, grupo de jovens parados na rua em frente a uma cafeteria e fumando (Foto: Paulo Nonato de Souza)Em Moscou, grupo de jovens parados na rua em frente a uma cafeteria e fumando (Foto: Paulo Nonato de Souza)

Se você não fuma e se incomoda com os fumantes, a fumaça do cigarro e o cheiro que eles exalam, melhor não vir para a Rússia. Talvez na mesma proporção, ou até mais do que o consumo de álcool no país, os russos literalmente ignoram qualquer campanha contra o tabaco e seus efeitos nocivos. Por aqui as pessoas fumam aos montes, o tempo todo, o dia todo, e à noite também. Jovens e adultos são fumantes inveterados.

Ao longo do meu trabalho na cobertura da Copa do Mundo de 2018, desde que desembarquei na Rússia em 11 de junho, tenho me surpreendido com cenas não tão comuns no Brasil desde o início dos anos 2000 com pessoas fumando nas ruas. Felizmente, para a sorte dos não fumantes brasileiros, pegou a Lei 12.546, de 2011, que proíbe o ato de fumar em ambientes fechados.

Na Rússia há uma lei anti-tabaco semelhante, aprovada em 2013 pelo presidente Vladimir Putin, que proíbe fumar em instituições de ensino, centros de saúde, edifícios governamentais, locais de trabalho e transportes públicos. Ufa, ainda bem que ele livrou quem veio ao país para a Copa do Mundo, e não fuma, de tal incomodo dentro do metrô, por exemplo.

Na rua, em Moscou ou em qualquer cidade russa, para onde quer que olhe tem sempre alguém fumando (Foto: Paulo Nonato de Souza)Na rua, em Moscou ou em qualquer cidade russa, para onde quer que olhe tem sempre alguém fumando (Foto: Paulo Nonato de Souza)

“Sinceramente não sei porque os russos fumam tanto, eu inclusive não sei porque sou fumante. Penso que seja por repetições de atos, você tem alguém fumando do seu lado, então acaba fumando também, e assim vai se multiplicando”, disse a russa Ielena Valisenova, de 26 anos, enquanto fumava sem se incomodar com a garoa fina e fria em Moscou nesta segunda-feira.

Uma pesquisa da Associação Russa pela Saúde Pública mostra que atualmente 70% dos homens e 30% das mulheres são fumantes na Rússia, e entre os adolescentes esse índice passa de 50%, e das 2,5 mil mortes registradas diariamente no país, 700 são causadas por doenças vinculadas ao tabagismo.

A brasileira que estuda medicina em Rostov,acha que o clima frio estimula a fumar (Foto: Paulo Nonato de Souza)A brasileira que estuda medicina em Rostov,acha que o clima frio estimula a fumar (Foto: Paulo Nonato de Souza)

“Eu acho que como o clima é predominantemente frio, os russos acham que fumando vão esquentar. Eu já ouvi isso por aqui”, disse a brasileira Letícia Avelina, estudante de medicina na universidade de Rostov on Don.

Já a russa Alesya Borovcova, também de Rostov, aposta em vários motivos que atraem as pessoas ao tabaco. “Alguns acreditam que fumar é moda, outros fumam porque a família toda fuma, porque está nervoso, cada um tem suas próprias razões”, afirmou ela. “Nunca tive a intenção de fumar, porque logo você se acostuma e não consegue mais parar”, ressaltou ela.

A pesquisa também revela que em cidades grandes da Rússia, como Moscou, o índice de fumantes é ainda mais alto. Conforme o levantamento, 80% dos fumantes russos provaram seu primeiro cigarro quando tinham menos de 18 anos, e as despesas em tabaco no orçamento de uma família russa chegam a 15% ao mês. Com números tão expressivos de fumantes, e aumentando cada vez mais, a indústria do tabaco na Rússia movimenta entre US$ 4 bilhões e US$ 8 bilhões.



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.