12/07/2019 12:24

O projeto ‘Estudantes no Controle’

Por Iran Coelho das Neves (*)

Fruto de convênio celebrado há pouco entre o TCE (Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul) e a Controladoria Geral do Estado (CGE-MS), com a decisiva participação da Secretaria da Educação (SED-MS), o Projeto ‘Estudantes no Controle’, configura importante valorização do potencial da população escolar para conscientizar a sociedade sobre suas instituições, valores e direitos.

Com foco em alunos dos anos finais do Ensino Fundamental (6º ao 8º ano) e do Ensino Médio, além dos matriculados no EJA – Educação de Jovens e Adultos – e no Ensino Técnico, o Projeto consubstancia iniciativa pedagógica pioneira a ser inicialmente desenvolvida em trinta escolas estaduais de Campo Grande, Jaraguari e Terenos.

Desenvolver o senso comunitário e a responsabilidade coletiva no uso dos bens públicos, bem como incentivar o zelo para com o material e as instalações escolares, estão entre as abordagens permanentes do Projeto. Estender essas preocupações básicas para as demais questões sociais e humanas da comunidade é o objetivo do ‘Estudantes no Controle’.

Para tanto, o Projeto recorrerá a instrumentos pedagógicos como peças teatrais, auditorias cidadãs e debates sobre políticas públicas no ambiente escolar, com vistas a mobilizar professores e alunos para participação mais objetiva não só no cotidiano da escola, mas do meio socioeconômico e cultural onde ela se insere.

A motivação central do TCE-MS ao articular com organismos do Governo do Estado o Projeto ‘Estudantes no Controle’ decorre do empenho institucional da Corte de Contas para se aproximar cada vez mais do cidadão.

A nosso ver, o caminho mais eficaz para essa aproximação é exatamente através dos estudantes.

Ao utilizar instrumentos pedagógicos eficazes, além de temáticas atraentes e compatíveis com sua idade, para despertar nos estudantes, de forma progressiva e consistente, o senso de pertencimento, a noção de que podem contribuir para o debate das questões comunitárias, certamente estaremos lhes incutindo o gérmen da responsabilidade social que moldará o cidadão de amanhã.

Importante observar que a formação da cidadania fiscal a partir do altamente propício ambiente escolar, como contempla nosso Projeto, só se concretiza e frutifica como componente virtuoso de uma consciência social estruturada. É esse o escopo central do ‘Estudantes no Controle’.

Com essa iniciativa, prontamente encampada pela Controladoria-Geral do Estado e pela Secretaria de Estado da Educação, o TCE-MS avança no propósito de transcender suas atribuições formais como órgão de controle externo, assumindo responsabilidades condizentes com as demandas sociais contemporâneas.

*Iran Coelho das Neves é Presidente do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul.

Os bons ensinamentos: uma rota segura
“Um educador sempre afeta a eternidade. Ele nunca saberá onde sua influência termina.” Henry Adams (1838-1918), historiador americano. Uma maravilhos...
A influência do mobile e o papel do e-commerce no crescimento econômico
De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), cerca de 92% dos acessos à rede de internet são feitos via dispositivos móvei...
Setor imobiliário: qual o impacto da nova linha de crédito da Caixa?
O financiamento da casa própria sofreu importantes reajustes nos últimos dias com o anúncio da Caixa para uma nova modalidade de crédito imobiliário....
5 impasses na jornada de inovação
Nos últimos anos, o ecossistema do empreendedorismo vivenciou um processo de evolução e maturação devido à Transformação Digital. Neste cenário, nota...
imagem transparente