28/10/2014 11:10

Antes de balear comerciante, assaltante atirou contra menina de 11 anos

Francisco Júnior

A comerciante baleada durante um assalto na noite de ontem (27), na Vila Ipiranga, em Campo Grande, precisa de doação de sangue O negativo. Neide Batista dos Santos, 50 anos, está internada no HU (Hospital Universitário). O estado de saúde dela é considerado grave. A bala atingiu o pulmão e o miocárdio.

De acordo com a irmã da comerciante, Aparecida Batista dos Santos, o crime aconteceu por volta das 20h40. A vítima chegava no restaurante quando foi abordada pelo assaltante armado. “Ele já chegou junto com a minha irmã. Quando ela gritou para ninguém reagir foi atingida no peito”, contou.

Conforme Aparecida, o crime foi presenciado pelo marido de Neide, pelas duas filhas dela, uma de 11 anos e 22 anos, e pela neta de 2 anos.

Ela afirma que o bandido atirou primeiro na criança de 11 anos. “Eles estavam vindo do mercado, quando parou o carro, minha sobrinha desceu e foi direto para o restaurante. O bandido deve ter se assustado e atirou nela, mas não acertou”.

Aparecida conta que a irmã foi atingida no momento em que saia do carro. “ Quando ele atirou na menina, ela gritou 'não reage, não reage”, foi quando ela foi atingida”, lembra. O bandido fugiu em uma moto na companhia de um comparsa.

Segundo Aparecida, Neide tem um restaurante que serve marmita e prato feito há 10 anos e, nesse período, três assaltos já aconteceram no local. “ A gente está desesperado com tudo o que aconteceu”.

O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da Vila Piratininga. Os assaltantes ainda estão foragidos.

imagem transparente