22/12/2012 16:22

Campanha quer acabar com esmola nas ruas de Campo Grande

Luciana Brazil
Campanha nas ruas de Campo Grande pretende acabar com esmola nas ruas. (Foto:Divulgação)Campanha nas ruas de Campo Grande pretende acabar com esmola nas ruas. (Foto:Divulgação)

Uma campanha de conscientização contra a mendicância foi lançada ontem (21) pela SAS (Secretaria Municipal de Políticas, Ações Sociais e Cidadania) em parceria com o Centro-Pop (Centro Especializado em Atendimento à População em Situação de Rua). A campanha “Não dê dinheiro, dê dignidade” quer orientar a sociedade para que não haja a contribuição da mendicância, mas sim a oportunidade de ressocializar com dignidade a população em situação de rua.

A intenção é sensibilizar a população campo-grandense a não dar dinheiro para crianças, adolescentes e adultos pedintes que ficam pelas ruas da cidade.

A ação até o dia 6 de janeiro de 2013, época de festividades de fim de ano. As equipes da SAS estarão nas ruas durante o dia, no período das 8 horas às 17 horas e das 18 horas às 22 horas com atividades que buscam localizar e acolher as pessoas em situação de rua e mendicância.

A secretaria disponibilizou um veículo volante e duas equipes de educadores sociais a pé, na região central, local onde há maior incidência de população em situação de rua e mendicância.

As atividades, coordenadas pela SAS, contam com o apoio dos educadores sociais do Seas (Serviço Especializado em Abordagem Social), profissionais dos Creas (Centros de Referência Especializado em Assistência Social), Cras (Centros de Referência em Assistência Social), Conselhos Regionais de Serviço Social (CRESS) e de Psicologia (CRP).

De acordo com a secretária da SAS, Nilva Santos, as equipes pretendem orientar e informar a sociedade que qualquer ajuda, seja com moedas, alimentação, entre outros, contribui para que essas pessoas permaneçam nas ruas em situação de vulnerabilidade social e perpetuando a pobreza.

Para a chefe da Divisão de Média Complexidade da SAS, Sonia Calux, a “esmola” contribui para a fragmentação dos laços familiares das crianças e adolescentes que estão pelas vias públicas.

Para contribuir com a campanha, a população pode ligar para o telefone do serviço de acolhimento do Centro-Pop durante o dia no telefone 3341-2505 e no período da noite, no plantão, por meio do telefone celular 8405-9528.

imagem transparente