02/03/2019 08:53

Contra DSTs, preservativos voltam em caixas penduradas em comércios

No total, serão distribuídos 124 mil preservativos masculinos durante pré-carnaval, carnaval e enterro dos ossos

Guilherme Henri
Caixa de preservativos em banheiro de estabelecimento comercial (Foto: Kísie Ainoã)Caixa de preservativos em banheiro de estabelecimento comercial (Foto: Kísie Ainoã)

É inegável que a “pegação” rola solta durante o Carnaval, mas o gostoso mesmo é fazer sexo seguro, para depois não ter aquela preocupação no consultório médico. Entre as ações de prevenção, a Secretaria Municipal de Saúde vai distribuir 124 mil preservativos masculinos durante a folia.

Para chegar ao maior número de pessoas, neste ano as caixinhas com camisinhas voltaram à porta dos banheiros de comércios nas regiões com bailes e bloquinhos.

Entre as doenças sexualmente transmissíveis mais comuns, está o vírus HIV/ e a AIDS. Dados da Secretaria Municipal de Saúde apontam que somente no ano passado, 241 pessoas foram diagnosticadas com AIDS.

Para não fazer parte da estatística deste ano, fazer sexo com camisinha é a primeira recomendação durante o Carnaval.

A chefe do serviço de ISTs, Fabiane Marques Neves Ditiman Duarte, explica que as ações de conscientização e também distribuição de preservativas já começaram desde o dia 16 deste mês, visando o pré-carnaval.

“Neste ano a novidade é que voltamos com os displays de camisinha, o que nada mais é, do que a caixinha pendurada em estabelecimentos comerciais nos pontos próximos ao carnaval onde o folião pode pegar o preservativo”, explica Fabiane.

Além disso, o trabalho de conscientização será reforçado em blitz de trânsito educativa a partir das 18h deste sábado, entre a Avenida Afonso Pena e a Rio Grande do Sul. “Vamos distribuir lixeiras para carro contendo material educativo e preservativos”, adianta a coordenadora.

Fabiane ainda lembrou que todas as unidades de saúde foram abastecidas com os preservativos, que podem ser retirados de graça. “O principal objetivo é a mudança do comportamento sexual, pela pratica de sexo seguro”, finaliza.

imagem transparente