14/04/2019 07:45

Dupla rouba carros, causa acidente em fuga e é presa pelo Choque

Os suspeitos confessaram que cometeram o crime a mando de um interno do sistema prisional. Durante um dos assaltos, a vítima chegou a ser agredida

Geisy Garnes
Suspeitos foram presos no Portal Caiobá (Foto: Divulgação)Suspeitos foram presos no Portal Caiobá (Foto: Divulgação)

Helton Fernandes de Almeida e Rodrigo de Souza, de 30 e 25 anos, foram presos na noite deste sábado (13) após roubarem dois veículos, um Logan e um Gol, e ainda causarem um acidente durante a fuga no Portal Caiobá, em Campo Grande. No crime, um dos suspeitos chegou a atirar na direção das vítimas, que também foram agredidas.

De acordo com o boletim de ocorrência, a dupla estava em uma motocicleta Honda Biz quando abordou as primeiras vítimas, dois homem de 29 e 40 anos que estava no Renault Logan e chegavam à casa de uma amiga na Rua dos Crustáceos, no Bairro Cophavilla II.

Armados, os suspeitos exigiram que o motorista entregasse o carro e o passageiro à carteira. Ele, no entanto, negou e foi agredido com duas coronhadas no tórax por Helton, que ainda efetuou um disparo na direção dos dois. Enquanto isso, Rodrigo tentava fugir com o Logan e ao manobrar acabou atingiu a motocicleta usada por ele e pelo comparsa no crime.

Rodrigo fugir com o carro, mas por conta do acidente Helton não conseguiu ligar a moto e deixou o local a pé. Poucos metros depois, abordou a terceira vítima, uma mulher de 56 anos, que saia do trabalho. Com a arma em punho, a ameaçou de morte e roubou um Volkswagen Gol.

Policiais do Batalhão de Choque de faziam rondas pela região foram avisados dos crimes e encontraram os dois veículos no Portal Caiobá. Houve perseguição pelas ruas do bairro até que o Gol foi abordado na Rua Cachoeira do Campo. Helton, que dirigia o veículo, logo confessou ser autor dos roubos e detalhou ainda que participou do crime a mando de um interno do sistema prisional para pagar uma dívida de droga.

Já Rodrigo acabou colidindo com um Honda Civic durante a fuga, também na Cachoeira do Campo, e tentou escapar da prisão a pé, pulando vários muros da região. Na esquina das Ruas Gaia e Ilha de Marajó foi alcançado pelos policiais, tentou reagir e agrediu a equipe, mas ainda assim foi preso.

Para os militares confirmou a versão do comparsa e detalhou ainda que conhece o presidiário que ordenou o crime apenas pelo apelido de “Morsa”. Rodrigo possui várias passagens por receptação, furto, e um total de 15 registros de roubo com emprego de arma de fogo, tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo.

Helton também já tem passagens pela polícia por porte ilegal de arma. Ele foi preso pela última vez no dia 8 deste mês, também por porte de arma, mas foi liberado em seguida. Agora a dupla responde por roubo e aguardam audiência de custódia na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Piratininga.


imagem transparente