27/03/2019 12:10

Durante protesto, policiais civis prendem motorista bêbado na Afonso Pena

O flagrante foi na Afonso Pena, uma das avenidas mais movimentadas de Campo Grande, no Jardim dos Estados

Viviane Oliveira
Policiais civis durante protesto nesta manhã na Avenida Afonso Pena  (Foto: Ronie Cruz)Policiais civis durante protesto nesta manhã na Avenida Afonso Pena (Foto: Ronie Cruz)

Um homem de 28 anos foi preso por dirigir sob efeito de álcool por volta das 9h30 desta quarta-feira (27), na Afonso Pena, uma das avenidas mais movimentadas de Campo Grande. O motorista foi preso durante protesto de policiais civis no Jardim dos Estados. 

Conforme boletim de ocorrência, o grupo protestava em frente ao prédio da Procuradoria Federal para cobrar do governo a publicação da promoção funcional da categoria no DOE (Diário Oficial do Estado), quando avistou uma discussão no trânsito entre dois condutores, sendo que um deles chegou a sair do automóvel para ir tirar satisfação com o outro motorista.

Os policiais, então, abordaram os motoristas e perceberam que um deles apresentava sinais de embriaguez. Equipe do BPMtran (Batalhão de Polícia Militar de Trânsito) foi acionada para realização dos testes de alcoolemia nos dois condutores. O resultado deu positivo para o homem de 28 anos. Ele, então, foi preso em flagrante, levado à Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro e deve ser liberado após pagar fiança arbitrada pelo delegado de plantão.

Protesto - Mais de 50 policiais civis se reuniram no início da manhã num ato para cobrar do governo a publicação da promoção funcional da categoria no Diário Oficial do Estado. À reportagem, o presidente do Sinpol-MS (Sindicato dos Policiais Civis de Mato Grosso do Sul) Giancarlo Miranda, explicou que a categoria está há mais de 300 dias aguardando a publicação. Esse atraso já afeta cerca de mil policiais em todo o Estado.

''Já temos um déficit salarial e o governo não tem programa de valorização. Essa promoção não é um aumento, é um direito que está previsto na Lei. É uma maneira do policial conseguir um salário maior'', defendeu.

imagem transparente