14/10/2019 12:06

Em 450 m², “casa nova” da PF espera 300 pessoas por dia no Shopping

Todos os serviços administrativos oferecidos à população migraram para o novo espaço no Shopping Campo Grande

Izabela Sanchez
Entrada do novo setor da Polícia Federal no Shopping Campo Grande (Foto: Marina Pacheco)Entrada do novo setor da Polícia Federal no Shopping Campo Grande (Foto: Marina Pacheco)

Setor escondido, mas brilhando de novo, os 450 metros quadrados são a “nova cara” da Polícia Federal em Mato Grosso do Sul que aposta no Shopping Campo Grande para atrair mais público. A partir de agora, todos os serviços administrativos oferecidos às pessoas funcionam apenas no shopping.

Ficou para trás a portinha tímida onde antes funcionava a PF no Shopping. Ao lado de loja de departamento no segundo piso, opera o novo espaço com dois andares, três delegacias, 30 funcionários e três delegados.

Logo na entrada, placa brilhante em metal credita a Jair Bolsonaro (PSL) e a Sérgio Moro a inauguração do espaço que teve solenidade de honra com direto a hino nacional e hino da PF na manhã desta segunda-feira (14) no Shopping. A expectativa do superintendente da PF em Mato Grosso do Sul, Cleo Mazzotti, é que 300 pessoas circulem por ali todos os dias. Na sede da PF, circulavam, aproximadamente, 200.

Novos setores onde população será atendida (Foto: Marina Pacheco)Novos setores onde população será atendida (Foto: Marina Pacheco)
Corredor lotado na inauguração da nova PF do Shopping (Foto: Marina Pacheco)Corredor lotado na inauguração da nova PF do Shopping (Foto: Marina Pacheco)

Passam a funcionar exclusivamente no Shopping, agora, a Delemig (Delegacia de Imigração), incluindo atendimento a estrangeiros e emissão de passaporte, a Deleaq (Delegacia de Controle de Armas e Produtos Químicos) que abrange pedido de registro e porte de armas e registro de produtos químicos e a Delesp (Delegacia de Controle de Segurança Privada) que cuida da segurança privada, fiscalização bancária, segurança em vigilância e do trabalho de vigilantes.

“Ou seja, todo atendimento ao público, da polícia federal, vai ser concentrado aqui no Shopping Campo Grande, liberando espaço na superintendência para que possamos reestruturar as demandas administrativas internas, operacionais e de investigação, mas o foco principal é um melhor entendimento à sociedade, aos serviços que estamos prestando”, disse Mazzotti.

Cleo Mazzotti, superintendente da PF em Mato Grosso do Sul (Foto: Marina Pacheco)Cleo Mazzotti, superintendente da PF em Mato Grosso do Sul (Foto: Marina Pacheco)

O delegado avalia que além de agilizar os processos, é tentativa de “mostrar para as pessoas” que não é só de operações e investigação “que vive a PF”. “Muitas vezes a polícia federal é muito vista pela parte operacional e investigativa, mas a nossa parte de atendimento, de registros, passaportes, expedição de documentos é tão importante quanto e temos que buscar também excelência nesse tipo de atendimento”.

Não quis, ainda assim, falar em recursos e afirma que a PF “teve poucos recursos, mas que conseguiu dentro do orçamento possível fazer um espaço positivo de atendimento”. “São 450 metros quadrados onde estão não só a parte dos atendentes a sociedade, mas dos nossos núcleos de operação de cada delegacia, os delegados, os cartórios, então nós temos toda uma estrutura aqui em 450 metros quadrados muito bem dividida pra dar um melhor fluxo nessas três delegacias”, pontuou.

“Estamos procurando dar esse atendimento. E todas as empresas bancárias, as empresas de segurança privada, de vigilância, elas precisam sempre ser fiscalizadas, carros forte precisam ser fiscalizados, então a demanda é bastante significativa. Estimamos que, no mínimo, 300 pessoas dia vão circular aqui nos nosso postos de atendimento”, avaliou.

Campo Grande News - Lista Vip WhatsApp
imagem transparente