25/10/2018 14:34

Oração na favela "Só por Deus" é para que chuva não leve barracos embora

No começo da semana incêndio destruiu vários barracos do lugar, que hoje sofre com alagamentos

Guilherme Henri e Danielle Valentim
Luzinete e um dos filhos olhando rua de terra tomada pela água da chuva (Foto: Danielle Valentim)Luzinete e um dos filhos olhando rua de terra tomada pela água da chuva (Foto: Danielle Valentim)

O nome da favela “Só por Deus” no Jardim Balsamo é levado ao pé da letra quando chove em Campo Grande. Moradora do lugar há 5 anos, Luzinete da Silva, 37 anos, diz que quando o “tempo fecha” as orações para que á água não leve embora seu barraco também começam. Além da chuva, no começo da semana alguns moradores do lugar perderam tudo em um incêndio.

Os últimos dias, segundo ela tem sido de aflição devido as constantes chuvas. Mas, hoje (25) ela chegou a acreditar que a água não levaria somente o pouco que tem mas, também ela e seus filhos.

A chuva começou por volta das 11h30 e durou cerca de 30 minutos. Tempo que para Luzinete pareceu mais como anos. “A água começou a subir e não parava. Chegou pertinho de casa. Meu filhos, de 8 e 6 anos ficaram curioso, foi quando me desesperei. Tranquei os dois no barraco e rezei para que tudo não fosse alagado”, detalha.

Rua da favela Só por Deus alagada com a chuva desta quinta-feira (25) (Foto: Danielle Valentim)Rua da favela "Só por Deus" alagada com a chuva desta quinta-feira (25) (Foto: Danielle Valentim)

A situação, segundo ela, é a mesma toda vez que chove e os alagamentos nos barracos somam ao restante dos problemas da favela, como a falta de iluminação. “Aqui o dia acaba às 18h. Horário que não se vê mais nada”, desabafa.

Já o morador Virgílio dos Santos, teme que a situação piore devido a uma obra de encanamento perto da favela. “Com essa chuvarada vai ficar uma buraqueira só isso aqui”, diz.

E conforme o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), as orações dos moradores terão de continuar. Até sábado (27) o tempo continua nublado com pancadas de chuva, por vezes forte, com acumulados significativos de precipitação e rajadas de vento.

O alerta de tempestade para todo o Estado continua nesta quinta-feira (25). A chuva vai dar uma trégua no domingo (28). Há previsão de chuva, porém de forma isolada no centro-norte de MS e enfraquecida.

Moradores afirmam que alagamentos são constantes (Foto: Danielle Valentim)Moradores afirmam que alagamentos são constantes (Foto: Danielle Valentim)
imagem transparente