09/04/2019 11:18

Presidiário é encontrado morto pendurado por corda em cela de penitenciária

Por volta das 7h, César Paz dos Santos, 30 anos, foi encontrado pendurado por corda presa ao pescoço

Viviane Oliveira
Fachada do Presídio de Segurança Máxima Jair Ferreira de Carvalho (Foto: arquivo/Campo Grande News) Fachada do Presídio de Segurança Máxima Jair Ferreira de Carvalho (Foto: arquivo/Campo Grande News)

O presidiário César Paz dos Santos, 30 anos, conhecido como “Juninho ou Corumbá”, foi encontrado morto pendurado por uma corda. O caso aconteceu na manhã desta terça-feira (9), no pavilhão III, cela 102, no Presídio de Segurança Máxima Jair Ferreira de Carvalho, localizada no complexo penitenciário, na Rua Indianápolis, no Jardim Noroeste, em Campo Grande.

Conforme boletim de ocorrência, o agente penitenciário fazia a entrega da refeição matutina aos internos, por volta das 7h, quando encontrou César pendurado por uma corda presa ao pescoço no fundo da cela. Ele, então, pediu apoio e isolou a área até a chegada da Polícia Civil e Perícia Técnica.

César respondia a vários processos por furto e roubo, de acordo com informações do Tribunal de Justiça.

O corpo da vítima foi levado ao Imol (Instituto de Medicina e Odontologia Legal) para exame necroscópico. Por nota, a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) informou que abrirá um Padic (Procedimento Administrativo Disciplinar) para apurar os fatos, porém a suspeita indica suicídio. O caso também será investigado pela Polícia Civil. 

No dia 23 do mês passado, o presidiário Adelvan Alves Furtado, 54 anos, foi encontrado morto no pavilhão 3 da cela 102 da penitenciaria. No corpo dele havia escoriações na nuca, na boca, queixo e nariz.

imagem transparente