07/03/2019 19:11

Quatro unidades de Saúde da Capital vão oferecer serviços por aplicativo

Meu DigiSUS pode ser usado por usuários de Clínicas da Família e UBSFs do Oliveira e do Iracy Coelho

Humberto Marques
App permitirá acesso a serviços de unidades de saúde por meio virtual. (Foto: PMCG/Divulgação)App permitirá acesso a serviços de unidades de saúde por meio virtual. (Foto: PMCG/Divulgação)

Quatro unidades de saúde básica de Campo Grande passam a oferecer aos seus pacientes a possibilidade de monitorarem o agendamento de consultas e exames, bem como realizar o agendamento e cancelamento de consultas, por meio do aplicativo Meu DigiSUS. A plataforma virtual de serviços digitais do Ministério da Saúde está disponível para aparelhos com os sistemas operacionais iOS (iPhone) e Android.

Em um primeiro momento, o app vai interagir com o sistema que funciona nas Clínicas da Família do Nova Lima e do Portal Caiobá, bem como nas UBSFs (Unidades Básicas de Saúde da Família) do Oliveira e do Iracy Coelho, no sul da Capital.

Usuários dessas unidades podem baixar o aplicativo e se cadastrar com o número do Cartão do SUS. Se o paciente já estiver cadastrado nas clínicas ou UBSFs, automaticamente será referenciado. Do contrário, deve ir ao local ou contatar o agente comunitário de saúde de sua região.

Espera-se que, ainda em março, as UBSFs Parque do Sol, Dona Neta (Guanandi), Estrela do Sul, Estrela Dalva e Coronel Antonino sejam integradas ao sistema, e até o fim do ano, todas as 68 unidades básicas da Capital possam se valer do sistema.

Com o aplicativo, é possível monitorar o agendamento dos procedimentos controlados pelo Sisreg (Sistema de Regulação) e pelo e-SUS AB (Sistema de Atenção Básica) e consultas marcadas. O Meu DigiSUS fornecerá informações pessoais e clínicas contidas em 12 sistemas, incluindo também o CadSUS (Cadastro Nacional de Usuário do SUS), CNES (Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde), Farmácia Popular, SNT (Sistema Nacional de Transplantes) e a rede Hemovida.

“Hoje, o uso das tecnologias se faz cada vez mais necessário e na saúde não poderia ser diferente. Apesar de todas as dificuldades que ainda temos quanto falamos de tecnologia de informação, existem ferramentas que facilitam o processo de trabalho e essa interação. Portanto é necessário investirmos cada vez mais para avançarmos neste sentido”, defendeu o titular da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), Marcelo Vilela.

Funcionamento – Após baixar o Meu DigiSUS na App Store ou no Google Play, o usuário deve inserir informações básicas (CPF, nome da mãe e e-mail). O sistema buscará o cartão do paciente e enviará ao correio eletrônico a mensagem de verificação de segurança, que, em seguida, permitirá visualizar o número do Cartão Nacional de Saúde.

Na aba “Saúde” serão informadas novidades do app e visão geral das funcionalidades. Na “Minha Saúde” aparecem informações gerais como lista de medicamentos do programa Aqui tem Farmácia Popular, lista de vacinas recebidas, posição na lista de transplantes e denúncias sobre lançamento ilegal de medicamentos no nome do usuário.

Em “Serviços de Saúde” é possível consultar estabelecimentos de saúde próximos, sendo adicionados os mais relevantes. E em “Atendimento SUS” aparece a lista de procedimentos feitos pelo cidadão na rede de atenção básica ou que se informe o Ministério da Saúde sobre os que não foram realizados, agendamentos pelo sistema de regulação e posição na fila de espera.

imagem transparente