11/02/2013 16:26

Vídeo mostra carro preto em acidente com morte e leitores sugerem racha

Nícholas Vasconcelos
Passageiros estavam do lado atingido pela camionete  na avenida Afonso Pena. (Foto: Simão Nogueira)Passageiros estavam do lado atingido pela camionete na avenida Afonso Pena. (Foto: Simão Nogueira)

A divulgação do vídeo mostrando o acidente em um jovem de 22 anos foi morto, nesta madrugada, gerou  questionamento imediato de vários leitores do Campo Grande NewsAs imagens apontam que, além da camionete L200, um carro preto seguia na avenida Afonso Pena no sentido shopping-Centro, na pista próxima ao canteiro central da via.

O administrador de fazendas Diogo Machado Teixeira, 36 anos, conduzia a camionete que atingiu o táxi e matou o passageiro José Pedro Alves da Silva Júnior, 22 anos. Diogo passou pelo teste do bafômetro que acusou 0,59 mg/l ele foi preso e levado para Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário do Centro)

No carro estavam o motorista Sebastião Mendes da Rocha, 51 anos e Ramon Rudney Tenório Souza e Silva, 21 anos, colega de José Pedro, que foram levados para a Santa Casa de Campo Grande.

No momento da colisão, o veiculo que parece ser um Honda Civic, faz uma conversão à esquerda, o que é proibido naquele ponto da Afonso Pena, e muda de pista. Instantes depois da colisão, o carro reaparece nas imagens na pista em que seguia originalmente e com o pisca alerta ligado. Não é possível saber o que ocorre em seguida, porque o carro sai do ângulo captado pelo sistema de segurança.

“A impressão que dá é que o carro que vem junto e vira rapidamente , nem ligando pro acidente estava em disputa e freou antes”, comentou o leitor Idevaldo de Jesus.

O leitor Carlos Prates, chama a atenção para a manobra feita pelo motorista do outro carro. “Parecia que estava disputando um "racha" com o carro preto, que parece fugir do local. Observem que ele faz a conversão na contramão de forma muito aberta.”, disse.

“Localizem este outro veículo que estava junto com a L200 que terão novas informações”, questiona o leitor Fernando Soares.

A advogada que defende Diogo, Eliane Potrich, descarta a possibilidade de disputa de velocidade. “Ele informou que estava sozinho no momento do acidente.” Explicou. O motorista continua detido na Depac.

“O carro fez uma conversão proibida”, explicou o tenente Felipe Joseph, da Ciptran (Companhia Independente de Trânsito). O tenente explicou que havia policiais da companhia na região, que trabalhavam na Operação Carnaval. Ele disse não poder comentar sobre a possibilidade de racha porque o caso foi repassado para a Polícia Civil.

A delegada de plantão que atendeu a ocorrência, Daniela Kades, não falou com a imprensa. O caso deverá ser encaminhado para a 1ª DP (Delegacia de Polícia Civil) após o feriado. 

 

Campo Grande News - Lista Vip WhatsApp
imagem transparente