01/11/2017 11:45

Corpo de prefeito chega a Corumbá e é levado em cortejo para velório

Anahi Zurutuza
Frente da sede do Corumbaense Futebol Clube, onde acontecerá velório (Foto:  Nelson Júnior/Capital do Pantanal)Frente da sede do Corumbaense Futebol Clube, onde acontecerá velório (Foto: Nelson Júnior/Capital do Pantanal)

O corpo do prefeito Ruiter Cunha (PSDB) já está em Corumbá e será levado em cortejo até a sede do Corumbaense Futebol Clube, onde acontecerá o velório, previsto para começar às 12h.

O avião do Governo do Estado fez o traslado do corpo de Campo Grade para o Aeroporto Internacional de Corumbá. No voo, também estavam a vice-governadora, Rose Modesto (PSDB), o secretário de Estado de Saúde, Nelson Tavares, o secretário de Saúde de Corumbá, Rogério Leite e o procurador do Município, José Luiz Amorim.

Conforme a assessoria de imprensa da Prefeitura de Corumbá, as autoridades foram recebidas por familiares de Ruiter, secretários municipais, pelo comandante do 6° Distrito Naval, contra-almirante Luiz Octávio de Barros Coutinho, pelo comandante da 18ª Brigada de Infantaria de Fronteira, general de Brigada André Luiz Ribeiro Allão, pelo comandante do 3° Grupamento de Bombeiros Militar, tenente-coronel André Delai Rufato.

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) também deve acompanhar o velório.

Ainda conforme assessoria de imprensa, os primeiros momentos do velório serão reservados para a família de Ruiter. Depois, o local da despedida ficará aberto ao público para que a população possa prestar as últimas homenagens ao chefe do Executivo corumbaense.

O sepultamento será no jazigo da família, no cemitério Santa Cruz, ainda sem hora marcada.

Morte – O chefe do Executivo corumbaense morreu na madrugada desta quarta-feira (1º), seis horas depois de passar por cirurgia cardíaca.

Ruiter passou mal na segunda-feira (30). Ele sentiu dores fortes na perna e na barriga simultaneamente, foi levado para a Santa Casa de Corumbá, sendo transferido à Capital no mesmo dia, em uma UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) aérea.

No Proncor de Campo Grande ele passou por um cateterismo, exame que vasculha os vasos sanguíneos em busca de problemas vasculares e no coração. Na Capital, foi diagnosticado com um aneurisma dissecante da aorta abdominal, que significa o rompimento da artéria, a maior do corpo, nesta região.

Depois de ser estabilizado, o paciente foi levado ao centro-cirúrgico, nesta terça-feira (31), onde foi operado pela equipe do cirurgião cardíaco João Jazbik Neto por quatro horas.

Segundo informações da assessoria de imprensa da prefeitura corumbaense, o prefeito sofreu várias paradas cardíacas no pós-operatório e oscilação constante da pressão arterial. Além disso, os medicamentos aplicados não surtiram efeito e o prefeito teve morte confirmada às 0h28.

Ruiter Cunha tinha 53 anos e deixa mulher, Beatriz Cavassa, e os filhos Rodrigo e Rafaela, além da mãe e da irmã.

imagem transparente