22/11/2018 19:45

Jovem que matou mulher com facada no pescoço é liberada da prisão

Na decisão, juiz considerou que autora teria agido em legítima defesa

Adriano Fernandes
Faca usada para matar a mulher. (Foto: O Pantaneiro) Faca usada para matar a mulher. (Foto: O Pantaneiro)

A jovem de 18 anos que matou Ana Paula Ortiz Azevedo, de 31 anos, com uma facada no pescoço no última dia 08 em Anastácio - cidade a 135 quilômetros de Campo Grande-, foi solta da prisão. 

Na decisão pela liberdade provisória da suspeita, o juiz Juliano Duailibi Baungart acatou os argumentos da defesa da jovem, que alegou que ela, além de não possuir antecedentes criminais e ter residência física, também está grávida de 2 meses e ainda teria outro filho com menos de 12 anos para cuidar.

Na sentença o magistrado também alegou que ficou comprovado que a jovem teria agido em legítima defesa, não havendo indícios suficientes para pedir a prisão preventiva e que jovem, “não seria um risco à sociedade”.

A garota foi liberada pela justiça no dia seguinte ao crime, mas a soltura só foi divulgada nesta quinta-feira (22), conforme o site O Pantaneiro.

O crime - À polícia a jovem teria relatado que Ana Paula estava bebendo na casa de uma mulher identificada apenas como Francisca, moradora no Jardim Tarumã. Até que em determinado momento a vítima teria, repentinamente, sentado no colo da mulher e dado um beijo nela, que não gostou.

As duas discutiram e começaram a brigar no meio da rua. A jovem presenciou o início da discussão e teria até acionado a polícia, mas conseguido separar as duas mulheres num primeiro momento.

Francisca voltou para dentro de sua residência, mas Ana Paula teria ido atrás e as duas voltaram a se agredir. Neste momento, a jovem pegou a faca da cozinha na casa de Francisca e golpeou Ana Paula. A vítima, ferida, caiu na rua e morreu. Logo em seguida a polícia chegou ao endereço e prendeu a mulher em flagrante.

Outra versão – Uma outra versão do crime era de que a vitima, supostamente, teria pedido 50 reais para um conhecido para comprar bebidas alcoólicas, mas como ele se negou ela ficou com raiva resmungando pela rua, momento em que Franscisca a teria chamado de “drogada e bêbada”.

A vítima então teria entrado na varanda da mulher e começou a agredi-la, momento em que a outra vizinha, a golpeou do lado esquerdo do pescoço com uma faca.  O Corpo de Bombeiros chegou a ser acionado, mas Ana que também era conhecida como Paulinha não resistiu e morreu antes de receber atendimento.

Moradores contaram à polícia, que ela morava no bairro Aldeinha, mas que sempre está na região bebendo com os amigos.

 

imagem transparente