03/12/2018 08:48

12 decisões financeiras para 2019

Emannuel Steffen

Em breve começa dezembro e todos aqueles artigos falando sobre metas, sonhos, e o que
conseguimos ou não fazer ao longo do ano que passou, não é verdade? Por aqui, nós desejamos que os próximos 12 meses de 2019 sejam uma oportunidade para você se tornar equilibrado em relação ao dinheiro!

Sabemos, porém, que certas mudanças não são realizadas de uma hora para outra, por isso a gente pega leve e propõe que você realize o que for necessário no período de um ano. Bastante tempo, hein? Que tal realizar uma mudança por vez, de olho no calendário inclusive se for mais fácil?

Separamos 12 decisões financeiras que você deveria avaliar e ir colocando na rotina nestes próximos meses. Garantimos que se conseguir realizar ao menos algumas delas, quando
conversarmos de novo, rumo a 2020, certamente você e seu bolso estarão mais felizes.
Pronto para iniciar? Vamos lá!

1ª) Comece a conhecer suas receitas e despesas urgente e use um app para facilitar

A primeira decisão financeira que você deve tomar é conhecer muito bem as suas receitas e despesas. É impossível fazer um planejamento que funcione sem entender para onde está
indo seu dinheiro, portanto, comece a anotar os gastos fixos e variáveis em uma planilha ou
use um aplicativo como o GuiaBolso para facilitar.

2ª) Corte os gastos sem sentido
Uma vez que você passe a conhecer para onde está indo o dinheiro, não tenha medo de cortar gastos desnecessários. Muitas vezes pagamos bem mais do que o aceitável em contas de celular, roupas, eletrônicos, assinaturas que não fazem sentido. Não tenha dó de cortar o que não usa e vem comprando frequentemente.

3ª) Substitua despesas necessárias por outras de menor valor
Alguns itens não podem ser cortados das despesas, mas é possível substitui-los caso você
veja que está gastando demais com eles. Quem precisa almoçar fora todos os dias, pode
substituir alguns almoços em restaurantes mais caros por um quilo simples, por exemplo. A
diferença economizada pode ser utilizada para algo mais útil.

4ª) Comece a construir uma reserva financeira pagando-se antes Não dá para construir uma reserva sem guardar dinheiro assim que ele chega na conta. 

Quem espera sobrar para guardar, acaba não guardando, portanto, pague-se antes. Mesmo
que seja uma pequena quantia, crie o hábito de mensalmente poupar para formar uma
reserva. Ela fará muita diferença ao longo do tempo.

5ª) Muita atenção às compras por impulso
Aproveite para prestar atenção na frequência com que você tem feito compras por impulso.
Normalmente, a aquisição sem planejamento é uma das vilãs do orçamento.

6ª) Comece a evitar parcelamentos sem sentido
Se você tem o hábito de achar que uma parcelinha aqui e outra ali não vai fazer diferença,
preste atenção: faz muita diferença! Normalmente quem faz muitos parcelamentos acaba

ficando sem dinheiro assim que ele cai na conta. Comece a tentar juntar para pagar à vista
e só parcelar o que for realmente necessário.

7ª) Cheque como andam os seguros
A maior parte das pessoas não tem costume de investir em seguros, mas eles são muito
importantes dentro de um planejamento financeiro. Os seguros de vida podem ser a
proteção necessária para quem depende de você no caso de um infortúnio, assim como os
residenciais ou de automóvel garantem que você não perca os bens conquistados
provavelmente com muito esforço.

8ª) Comece a investir e fazer o dinheiro render
Se você deixa o dinheiro parado na conta corrente e coloca parte no máximo em uma
poupança, está na hora de começar a estudar um pouquinho as opções que há no
mercado. A melhor forma de entender é acompanhar especialistas e canais específicos.

9ª) Como andam os planos para a aposentadoria?
A aposentadoria também precisa começar a fazer parte de seus planos. Quanto antes se
começa a guardar dinheiro para ela, mais fácil é juntar uma quantia razoável ou investir em
algo que gere renda passiva, portanto, não deixe para amanhã. Coloque esta decisão nos
planos financeiros para 2019.

10ª) Como andam os sonhos de curto, médio e longo prazo?
Aqui no Dinheirama sempre dizemos que é preciso ter sonhos para conquistar motivação
suficiente para seguir adiante com o planejamento financeiro. Quem não tem sonhos, não
vai deixar de fazer algo ou comprar algo, por exemplo, apenas para economizar. É
importante saber para onde vai o dinheiro, portanto, coloque seus sonhos no papel. Foque
neles!

11ª) Que tal dar uma olhada nas tarifas bancárias e anuidades de cartões?
Desperdício não é com a gente, por isso é importante parar em algum momento para
pesquisar as tarifas bancárias que estão saindo da sua conta e também as anuidades de
cartões de crédito. No site da Febraban ou em apps como o GuiaBolso você pode começar
a entender se está gastando mais do que deveria em tarifas bancárias. E lembre-se que já
há no mercado muitos cartões que sequer têm anuidade. As fintechs podem ser uma mão
na roda neste caso! Não deixe de ver!

12ª) Que tal avaliar conseguir receita extra?
Finalmente, outra decisão importante para quem quer ver o orçamento mais positivo, é não simplesmente economizar e organizar melhor o dinheiro que entra, mas pensar em alternativas para conseguir novas receitas. Para realizar alguns sonhos, talvez você precise
de mais dinheiro, portanto vale a pena avaliar algumas alternativas para ganhar um extra.
Podem ser alguns freelas em sua área de atuação, a venda de algo que você faça bem
(como aquele bolo que todos elogiam), algumas aulas que você saiba dar, e etc. No final
das contas, quando estiver realizando o que queria tanto, verá que todo esforço valeu a
pena! Boa sorte!

Disclaimer\Fonte:Ricardo Pereira \ Dinheirama.com A informação contida nestes artigos, ou
em qualquer outra publicação relacionada com o nome do autor, não constitui orientação
direta ou indicação de produtos de investimentos. Antes de começar a operar no SFN -

Sistema Financeiro Nacional o leitor deverá aprofundar seus conhecimentos, buscando
auxílio de profissionais habilitados para análise de seu perfil específico. Portanto, fica o
autor isento de qualquer responsabilidade pelos atos cometidos de terceiros e suas
consequências.

13º salário: 6 dicas para usar de forma sábia o dinheiro
Esta época do ano é uma das preferidas dos comerciantes e também de quem ganha o 13º salário. Fica fácil, inclusive, perceber a alegria estampada nos...
O outro lado do consumismo e as maravilhas do capitalismo
Ser contra o comércio é ser contra a própria vida. A importância da poupança, da frugalidade e da prudência é inquestionável, pois estes são alguns d...
Qual a diferença entre globalismo e globalização econômica
Globalismo e globalização econômica: um é o oposto do outro. Defender o segundo não implica defender o primeiro. Com a ascensão do populismo nos país...
Dominar a mente é a chave para ser bem sucedido
É interessante como treinamos nossas mentes ao longo da vida para aceitar certas coisas que, se usássemos lógica simples, jamais aprovaríamos. E quan...
imagem transparente