16/04/2019 16:00

Planejamento atrasa e Operário ainda busca técnico a 20 dias da estreia

Clube vai estrear no dia 4 ou 5 de maio, mas não há definição de elenco e comissão técnica.

Gabriel Neris
Lance de Operário e Aquidauanense pelo Estadual. Galo foi eliminado pelo Azulão (Foto: Paulo Francis/Arquivo)Lance de Operário e Aquidauanense pelo Estadual. Galo foi eliminado pelo Azulão (Foto: Paulo Francis/Arquivo)

Faltam 20 dias para a estreia do Operário no Campeonato Brasileiro da Série D. Em tese, os jogadores já deveriam estar treinando, mas na prática o planejamento é outro. O clube ainda está rescindindo contrato de jogadores que disputaram o Estadual e que não devem continuar no plantel.

Nem mesmo o nome do técnico para a competição nacional foi definido. Arílson Costa, que comandou a equipe até as quartas de final do torneio regional, deixou o clube.

“Ainda estamos liberando jogadores. É fora da nossa realidade, não esperávamos ser eliminados do jeito que fomos”, afirma o presidente Estevão Petrallás. O dirigente concorda que a mudança repentina de elenco e comissão técnica atrasará o planejamento para o Brasileiro. “Não há dúvida. É um sacrifício, sabemos que tem que enfrentar”.

Outra situação que o clube ainda tenta resolver é a liberação do estádio Morenão. Os laudos do principal estádio de Campo Grande venceram nesta terça-feira (16). Caso não haja novidades, o clube terá apenas o Jacques da Luz, nas Moreninhas, para mandar seus jogos.

Presidente do Operário, Estevão Petrallás, organiza planejamento do clube (Foto: Divulgação)Presidente do Operário, Estevão Petrallás, organiza planejamento do clube (Foto: Divulgação)

“A Moreninhas depois da reforma ficou bom. Jogamos contra o União. Mas tem uma questão legal de readquirir, o estádio tem que estar pronto independente da participação do Operário”, afirma.

A estreia do Operário no Brasileiro será no dia 4 ou 5 de maio. O Galo está no grupo A11 ao lado de Patrocinense (MG), União (MT) e Anapolina (GO). O primeiro jogo será contra os mineiros fora de casa.

O segundo representante do Estado na competição será o Corumbaense. O primeiro adversário do Carijó na competição nacional será o Palmas (TO) no estádio Arthur Marinho. Os dois clubes estão no grupo A10, que também conta com Iporá (GO) e Sinop (MT).

A competição reúne 68 clubes distribuídos em 17 grupos. Avançam para a próxima fase os líderes de cada grupo e os 15 melhores segundos colocados. A partir daí os confrontos serão em mata-mata. Os semifinalistas se classificam para a Série C de 2020.

Copa Verde

O presidente do Operário afirmou que o clube também aguarda uma definição sobre a realização da Copa Verde, idealizada pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol). Segundo Petrallás, a entidade avisou que a competição será no segundo semestre e que o formato de disputa ainda está sendo avaliado, se iniciará já com mata-mata, como nos outros anos, ou com fase de grupos.

O Galo disputou a edição do ano passado, mas foi eliminado pelo Cuiabá (MT) na 1ª fase. No jogo de ida venceu por 1 a 0 em casa, porém os mato-grossenses inverteram o resultado com a vitória por 3 a 0 no segundo confronto. O título ficou com o Paysandu.

imagem transparente