16/03/2013 06:00

Câmera escondida na Câmara

.

Big BrotherVereadores de Nova Andradina descobriram que estavam vivendo dentro de um “Big Brother”. Câmeras, que gravavam imagens e áudios, foram descobertas escondidas no ar-condicionado e até dentro de uma lâmpada na sala do presidente do legislativo.

Rastreamento – Como o temor de ter conversas gravadas é grande, vereadores decidiram realizar uma varredura geral no prédio do legislativo. O objetivo é acabar com a espionagem. Mas as câmeras vão ser mantidas, em “local visível”, segundo o presidente da Câmara, Newton Luiz de Oliveira, o Nenão.

Bernóquio – Servidores municipais prometem recorrer a ironia caso não recebam a gratificação do Pro-funcionário. O presidente do Sisem, Marcos Tabosa, disse que o apelido do prefeito Alcides Bernal (PP) será “Bernpóquio”.

Anestesia – Os anestesistas tiveram uma vitória na Justiça quinta-feira. Liminar proíbe o município de cobrar ISS (Imposto sobre Serviços) da Servan, entidade que reúne os anestesistas na Capital. Eles depositaram em juízo o valor referente a 2008 e 2012.

Rodoviária – Traficantes estavam com tanta droga que não conseguiram usar a descarga para se livrar da maconha. Policiais militares encontraram quatro tabletes no cesto de lixo do banheiro do Terminal Rodoviário da Capital.

Vaquinha – Histórico e tradicional clube na Capital, o Comercial só teve festa de aniversário graças a “vaquinha” feita entre os torcedores. Os colorados de coração enfiaram a mão no bolso para promover o churrasco e festejar os 70 anos do clube.

Sarro – Até os vereadores brincaram ontem com a guerra entre o grupo e prefeito Alcides Bernal (PP). O grupo entrou na sala e retornou, não esperando nem cinco minutos. O presidente do legislativo, Mário César (PMDB), brincou, dizendo que não tinha dado certo e tinham brigado. No entanto, tudo jogo de cena. O grupo apenas mudou de sala para falar com Bernal.

Pichações - O vereador Eduardo Romero (PTdoB) propôs audiência pública para discutir um problema que começa a preocupar os campo-grandenses: as pichações. Vândalos estão pintando de tudo, de muros e espaços públicios a prédios comerciais e residenciais. 

Terror - Os ataques dos criminosos criaram uma onda de boatos em Campo Grande ontem. Além das mulheres, estudantes ficaram temerosos com os boates de invasões de escolas, faculdades e universidades. Apesar da Polícia tranquilizar a população, muita gente continuou com o lema melhor ficar em casa do que arriscar-se a enfrentar a verdade. 

Facebook - Comandante da Polícia Militar, o coronel Carlos Alberto Davi dos Santos, recorreu a rede social para tranquilizar a população. Ele usou o mecanismo até para informar a imprensa sobre como parar com a onda de ataques virtuais e boatos. 

 

imagem transparente