08/02/2014 07:00

Dilma chama André de olho no apoio para reeleição

Edivaldo Bitencourt

Quietinho - O governador André Puccinelli (PMDB) afirmou que estava "quietinho" no canto dele, quando recebeu um telefonema de Brasília para encontro com o ministro Aluízio Mercadante e depois com a presidente Dilma Rousseff (PT), "Estava tranquilo, eles que me convidaram", rebateu ele.

Afago – Dilma vem procurando as principais lideranças do PMDB com o objetivo de garantir o apoio do partido à reeleição neste ano. Nesta semana, houve princípio de rebelião na bancada peemedebista na Câmara dos Deputados.

Boa sintonia - Apesar das críticas, o prefeito Alcides Bernal (PP) e o governador André Puccinelli (PMDB) estiveram na mesma solenidade, na Governadoria, e trocaram conversas, sorrisos e até brincadeiras. André ainda "cochichou" no ouvido do prefeito, para que os outros não ouvissem.

Elogio – Após faltar a entrega de maquinários, o prefeito da Capital compareceu a evento em que recebeu ajuda do Governo estadual. Ele até elogiou o Governo estadual pelos recursos na área social e pediu novas parcerias com os poderes.

Distante - O deputado Lídio Lopes (PEN) também esteve no evento do governador, mas diferente dele não se aproximou de Bernal, já que os dois são rompidos politicamente. Lídio ainda ironizou e disse que sentaria ao lado do prefeito, porém ficou distante.

Pipoqueiro – O locutor Elson Pinheiro negou que tenha chamado os jogadores do Comercial de vagabundos. “Chamei de indeterminados, que fizeram corpo mole e foram pipoqueiro diante do Maracaju”, contou o locutor, que virou pessoa non grata na equipe colorada.

Vendido – Um índio participou do protesto, ontem, na Praça do Rádio. No entanto, ele estava do lado dos fazendeiros. O indígena enfrentou a fúria dos manifestantes a favor dos índios. “Vendido”, gritaram.

Cotado – O vereador Marcos Alex continua cotado para assumir a Secretaria Municipal de Governo, no lugar de Pedro Chaves. O prefeito reafirmou ontem que ele é o único cotado para a vaga.

MarqueteiroCandidatos a governador de Mato Grosso do Sul começam a definir os coordenadores da campanha na área de comunicação. O primeiro nome definido é o de Alexandre Secco. Ele foi repórter da revista Veja e do jornal Folha de São Paulo.

Shopping – A compra do Shopping 26 de Agosto não tem o aval unânime dos desembargadores do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul. Parte do grupo até teria se manifestado contra o empreendimento.

(colaborou Leonardo Rocha)

imagem transparente