14/11/2018 08:50

MS Street Dance Fest começa hoje com espetáculos gratuitos na Praça do Rádio

Thaís Pimenta
Espetáculo Deslimites será apresentado nesta edição  do MS Street Fest. (foto: Vaca Azul)Espetáculo Deslimites será apresentado nesta edição do MS Street Fest. (foto: Vaca Azul)

Começa hoje e segue até sábado (17) a 10ª edição do MS Street Dance Fest, na Praça do Rádio Clube com apresentações de espetáculos, palestras, workshops teóricos e práticos, performances, rodas de conversa além da tradicional mostra não competitiva e campeonato das variadas modalidades das street dances, com profissionais de Campo Grande, São Paulo, Rio de Janeiro, Los Angeles e New York.

Levando dança à praça pública, o festival quer favorecer o acesso da comunidade aos espetáculos e permitir que todos tenham mais uma opção de divertimento gratuito. Para quem já dança, a participação nos workshops é paga, no valor de R$ 80,00.

De acordo com Edson Clair, esta edição conta com a participação de três dançarinos, o Rogger Castro, Tinho Sherman e Diewry, profissionais que são daqui, já se apresentaram em edições anteriores do MS Street Dance Fest, e hoje estão mostrando todo o talento fora de Mato Grosso do Sul.

“São nossa Prata da Casa. O Rogger representa o hip hop, o Tinho dança streetjazz e waackin, já o Diewry representa o jazz funk e o femme mix", explica.

Dentre os espetáculos, Edson pontua a peça de São Paulo "O Magnífico", que será apresentada hoje, às 20h, no Teatro Prosa Sesc Horto. Para ele, é uma oportunidade de refletir por meio da dança sobre o momento político que o Brasil vivencia. "Ele usa da dança urbana para falar dessa situação do brasil, dessa eleição que foi bem surreal. O André Rockmaster é o bailarino que encena este solo e representa um palhação, o Dom Magnífico que se candidata à Presidência da República".

 A professora Iara Viera, de Campo Grande, ministra uma palestra em que ensina os dançarinos a se capacitarem para terem condições de participarem dos editais públicos abertos pelos fundos culturais. "Vemos uma realidade em que muitos não entram porque não sabem como fazem pra ter acesso ou como se inscrever. Ela vai fazer com que eles criem um projeto e vai dar uma assessoria online, acompanhando a evolução dos participantes", explica Edson sobre a palestra que acontece no Sesc Cultura.

Tinho é de Campo Grande e vem como Prata da Casa. (foto; Assessoria de Comunicação)Tinho é de Campo Grande e vem como Prata da Casa. (foto; Assessoria de Comunicação)

Num momento de pouco incentivo, Edson pontua que foram cinco meses de preparação para que fosse possível está décima edição. "É muito complicado nesse momento, não tem o patrocínio algum, ficamos a mercê de apoio. Estou fazendo com o recurso de inscrição. É um festival que existe há 14 anos mas houve anos que eu não consegui fazer por conta de patrocínio, o que é uma pena", finaliza.

Programação vai até domingo - Após a apresentação de O Magnifico, às 20h, no Teatro Prosa Sesc Horto, o festival continua amanhã às 8h com coach para dançarinos de André Rockmaster. Das 13h30 às 18h é a vez das aulas práticas de danças urbanas e ás 18h30 o espetáculo Deslimites é encenado, sempre no Armazém Cultural. Às 20h acontece a apresentação do Esses Pessoa, da companhia mato-grossense Diamond Dance Crew.

Na sexta-feira o coach é finalizado e, às 10h, é a vez de Iara Vieira ministrar a palestra no Sesc Cultura. Às 13h30 voltam as aulas praticas e a noite, na Praça do Rádio Clube, mostras variadas de dança acontecem a partir das 20h.

No sábado, às 14h, acontece a batalha de danças urbanas no Armazém e às 20h a competição de dança na Praça do Rádio Clube.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram.

 

 

imagem transparente