11/09/2019 08:34

Emanuelle montou balada com jantar e colocou o cordeiro no hambúrguer

No cardápio, as bebidas ganham versões de tereré e tamarindo

Danielle Valentim
Hambúrguer de cordeiro é a novidade da casa. (Foto: Hector Diego)Hambúrguer de cordeiro é a novidade da casa. (Foto: Hector Diego)

A paixão por sabores inspirou Emmanuelle Ferreira da Silva, de 41 anos, a montar uma balada com jantar completo na Rua Euclides da Cunha, 518. O menu, que traz a carne de cordeiro até no hambúrguer, completa a mistura de opções da Berakah Gastropub.

Nascida em Aquidauana, a empresária decidiu investir na Capital e juntar duas opções no mesmo lugar. Outro diferencial é a cerveja Rasen trazida de Gramado (RS). A Rasen Bier é produzida em uma das várias cervejarias artesanais que podem ser visitadas na cidade gaúcha e agora também está em Campo Grande.

Quibe com recheio de cordeiro. (Foto: Hector Diego)Quibe com recheio de cordeiro. (Foto: Hector Diego)
Aquela pipoquinha com queijo. (Foto: Hector Diego)Aquela pipoquinha com queijo. (Foto: Hector Diego)

Na cozinha, Emanuelle lançou o drinque de tereré e até de tamarindo com manjericão. Para o jantar, além do risotto, salmão e massas, a carne de cordeiro foi parar no hambúrguer, no quibe e no arroz que é acompanhado de coalhada. A casa também serve petiscos.

“Eu sempre gostei de cozinha e sempre fiz cursos. Resolvi trazer novidade para Campo Grande, que apesar de Capital ainda é um interior grande. Como também gosto de comer bem, decidi montar uma cozinha de excelência”, conta.

A casa acaba de completar um mês e outra novidade para quem prefere petiscar algo mais leve, é a famosa pipoca com queijo, só que na versão da empresária ganhou estrelinhas de alcaparras. De São Paulo para Campo Grande, o pub também serve a panceta suína.

O refrescante drink de tereré. (Foto: Hector Diego)O refrescante drink de tereré. (Foto: Hector Diego)
O risotto servido na casa já se tornou o queridinho. (Foto: Hector Diego)O risotto servido na casa já se tornou o queridinho. (Foto: Hector Diego)

O avô da empresária era gaúcho, mas escolheu o Mato Grosso do Sul para viver. Mesmo assim, Emanuelle mantém familiares e amigos no sul do País, um deles, dono de fábrica de cerveja artesanal. 

Com ambiente considerado mais maduro, o Berakah une o público que prefere se sentar para o jantar e depois se levantar para dançar. A casa não cobra entrada, mas fixa o couvert artístico.

O sertanejo toca nas noites de quinta, o pop nacional e internacional comanda a diversão da sexta e aos sábados a noite é do rock, com Muchileiros. O pub também abre aos domingos, mas sem música ao vivo. O espaço abre sempre a partir das 17h.

Curta o Lado B no Facebook e Instagram.

imagem transparente