19/01/2019 11:37

Moradores aproveitam trégua de chuva para limpar rastro de sujeira

Acumulado 160 milímetros de chuva em dois dias, 50 famílias foram afetadas pelo alagamento. Neste sábado (19) restou a limpeza de casas e de ruas.

Mirian Machado
Rua alagada ontem durante temporal no município. Rua alagada ontem durante temporal no município.

Após 160 milímetros de chuva em dois dias, hoje (19) é momenot de limpeza para moradores de Batayporã, município distante 311 km de Campo Grande. A cidade ficou praticamente debaixo d’água e o município deve decretar situação de emergência na segunda-feira (21).

Apesar de ter previsão de chuva hoje ainda para a cidade, o coordenador da Defesa Civil de Batayporã, Sidney Olegário afirmou que não chove neste momento, mas todos devem ficar em alerta. O coordenador detalhou a situação dizendo que a água da chuva que alagou a cidade e casas já escorreu e agora restou apenas a lama e toda a sujeira espalhada.

As poucas famílias que ficaram desabrigadas ontem (18), e se alojaram em casas de parentes na parte alta da cidade, já retornaram para casa hoje e agora fazem a limpeza dos moveis e cômodos.

Equipes da Defesa Civil estão percorrendo a zona rural, fazendo levantamentos pontos e estradas que podem ter sido danificadas. Foram cerca de 50 residências danificadas com a entrada da água. Houve perdas de moveis e alimentos.

“O fato infelizmente é recorrente aqui. Algumas pessoas já se precavem com muros mais altos, outras constroem as casas mais elevadas, mas o prejuízo maior mesmo é o emocional das pessoas. É muito triste isso”, relata o coordenador afirmando ainda que os trabalhos de limpeza das ruas seguem até o inicio da semana.

O Cptec (Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos) emitiu alerta de chuvas intensas, tempestades com raios, vendavais e queda de granizo para todas as regiões de Mato Grosso do Sul. As temperaturas caem um pouco, mas o calorão continua.

imagem transparente