09/09/2019 15:40

Usina de reciclagem na Ceasa vai produzir 8 toneladas de adubo por mês

Unidade promete ser a primeira do país a realizar todas as operações necessárias com resíduos sólidos

Humberto Marques
Ceasa de Campo Grande gera cerca de 100 toneladas de lixo por mês, segundo a Semagro; material será convertido em adubo. (Foto: Divulgação)Ceasa de Campo Grande gera cerca de 100 toneladas de lixo por mês, segundo a Semagro; material será convertido em adubo. (Foto: Divulgação)

O Governo do Estado e a Prefeitura de Campo Grande inauguram às 8h desta terça-feira (10) a primeira usina de reciclagem do país a realizar todas as operações necessárias com resíduos. A unidade funcionará na Ceasa (Central de Abastecimento de Mato Grosso do Sul), na Mata do Jacinto, e promete processar parte das 100 toneladas de resíduos diversos gerados na unidade –dos quais 80% são resíduos orgânicos.

A expectativa é de que sejam produzidas 8 toneladas mensais de adubo orgânico, a ser destinado aos próprios produtores da Ceasa. Conforme a Semagro (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), a usina será responsável pela coleta seletiva, transporte, tratamento e conversão dos resíduos. Além disso, plástico e papelão serão enviados para reaproveitamento, enquanto as 17 toneladas mensais de madeira serão usadas como material energético de combustão.

Duas empresas farão a coleta dos resíduos: a Colecta e a Organoeste. Todo o material coletado pela primeira será encaminhado à Organoeste, para ser tratado pelo método de compostagem com uso de biotecnologia –envolvendo controle diário de temperatura e odor, dentro de exigências legais, para a produção do adubo. As operações deverão resultar em redução da poluição do solo e de rios e córregos.

Batizada de Elúsio Guerreiro de Carvalho –médico veterinário e ex-diretor-presidente da Ceasa, que faleceu em julho deste ano–, a unidade de reciclagem será inaugurada na sede da central (na rua Antonio Rahe, 680).

imagem transparente