15/08/2019 08:38

Deputados já iniciaram agendas para apoiar pré-candidatos no interior

Parlamentares esperam retribuir apoio que tiveram de lideranças políticas na eleição anterior

Leonardo Rocha
Deputados estaduais durante sessão, na Assembleia (Foto: Luciana Nassar/ALMS)Deputados estaduais durante sessão, na Assembleia (Foto: Luciana Nassar/ALMS)

Para retribuir apoio que tiveram na eleição passada, deputados já começaram agendas e encontros para apoiar pré-candidatos no interior do Estado, que pretendem disputar a eleição de 2020, aos cargos de prefeito e vereador. Eles aproveitam as visitas nas bases eleitorais, para já fazer as reuniões políticas de planejamento de campanha.

Márcio Fernandes (MDB) disse que já começou estas visitas e reuniões para eleição de 2020 ainda neste ano, tanto que disse que já percorreu 32 municípios, na sua base eleitoral. “Vamos ajudar o pessoal do partido, até para trazer novas filiações e apoiar aqueles que serão candidatos. Chegou a hora de fazermos nossa parte”, disse ele.

Lídio Lopes (Patri) disse que está seguindo para suas bases para organizar o seu partido e já preparar a campanha das lideranças que vão para disputa. “Temos dez municípios que vamos dar uma atenção especial, então temos que começar agora para acertar os detalhes e apoiar os pré-candidatos”. Entre as regiões de maior atuação será o Conesul e Bolsão.

Para Rinaldo Modesto (PSDB) sua ajuda vai se concentrar nos municípios em que teve mais votos. “Já estamos visitando estas cidades e conversando com as lideranças que serão candidatas. Vamos dar nosso apoio”, ressaltou o tucano. Ele citou, por exemplo, mais empenho em cidades como Paranhos, Ponta Porã, Rio Brilhante, Jardim, Bataguassu e Campo Grande.

Para retribuir o apoio que teve ano passado, Carlos Alberto David (PSL) disse que vai participar das reuniões de planejamento (campanha) e depois os atos de filiação e encontro político, já que fez este “compromisso” na campanha anterior. “Iremos para várias cidades do interior do Estado”, disse ele, sem citar os nomes dos municípios.

Pedro Kemp (PT) também enfatizou que vai ajudar principalmente os candidatos a prefeito do PT, em algumas cidades estratégicas, como Caarapó, Sonora, Rio Verde, Dourados, Mundo Novo e Campo Grande. “Foram nos lugares em que tive mais apoio e vou dar minha contribuição”.

Estratégia – Os partidos estão usando este período do ano para fazer novas filiações, assim como já organizar a lista de pré-candidatos a prefeito e vereadores. A intenção também “reforçar os times” com lideranças importantes de outras legendas. Ano que vem, as chapas proporcionais (vereadores) terão que ser “puras”, sem alianças partidárias.

imagem transparente