27/10/2014 10:30

Novo governador terá o apoio de 20 deputados e oposição só do PT

Leonardo Rocha
Reinaldo pode ter até 20 deputados em sua base aliada, ficando apenas o PT na oposição (Foto: Marcos Ermínio)Reinaldo pode ter até 20 deputados em sua base aliada, ficando apenas o PT na oposição (Foto: Marcos Ermínio)

O governador eleito, Reinaldo Azambuja (PSDB), poderá ter a maioria ampla na Assembleia, tendo até 20 deputados na sua base de apoio, ficando apenas o PT, com quatro parlamentares na situação de oposição. Se este cenário se confirmar, irá repetir a gestão do governador André Puccinelli (PMDB) que também teve este bloco de apoio.

Na coligação eleita com Reinaldo Azambuja, o novo governador tinha a disposição cinco deputados, sendo do próprio PSDB, Onevan de Matos, Rinaldo Modesto, Ângelo Guerreiro e Flávio Kayatt, além de Zé Teixeira, do DEM.

No segundo turno, Reinaldo conseguiu a adesão de mais dez deputados estaduais, que foram eleitos na coligação que apoiou o ex-prefeito Nelsinho Trad. São seis nomes do PMDB, entre eles Júnior Mochi, Eduardo Rocha, Renato Câmara, Maurício Picarelli, Antonieta Amorim e Marquinhos Trad, além de Márcio Fernandes e Mara Caseiro do PT do B, Lídio Lopes do PEN e José Carlos Barbosa do PSB.

Nesta lista de apoio já são 15 parlamentares, o que representa a maioria da Assembleia, no entanto este apoio deve aumentar, com a entrada do PDT e do PR. João Leite Schimidt, presidente estadual do PDT, disse que esta decisão é da bancada do partido. O deputado Felipe Orro (PDT), por sua vez, afirmou que a tendência é a legenda seguir pela governabilidade, para ajudar o Estado.

"Vamos nos reunir nesta semana para tomar esta decisão, mas queremos ajudar o próximo governador, a eleição já acabou, temos que olhar para frente, a população deu seu recado nas urnas, quer mudanças e melhores condições", disse Orro. Além dele, o PDT conta com Beto Pereira e George Takimoto, no legislativo estadual.

O deputado Rinaldo Modesto (PSDB) afirmou que Azambuja certamente vai entrar em contato com estes dois partidos (PDT e PR) para que eles possam fazer parte da base e assim ajudar nos projetos do Estado. "Eleição terminou, começamos um novo ciclo que temos que trabalhar em conjunto, para levar serviços públicos de qualidade, aumentar as ações na saúde e desenvolvimento".

Para o deputado tucano, Reinaldo já foi deputado estadual e tem um ótimo relacionamento com os parlamentares. "A oposição deve ficar apenas com o PT, mas os deputados eleitos do partido são responsáveis e vão fazer uma oposição construtiva, de forma saudável", completou ele.

O PT elegeu quatro deputados: Cabo Almi, João Grandão, Amarildo Cruz e Pedro Kemp.

imagem transparente