05/03/2013 15:32

PSDB rompe com Bernal e apoio ao prefeito cai para 7 vereadores

Zemil Rocha
PSDB promete postura “independente” na Câmara de Vereadores. (Foto: Arquivo)PSDB promete postura “independente” na Câmara de Vereadores. (Foto: Arquivo)

O PSDB desistiu de participar da administração municipal de Campo Grande e terá, a partir de agora, uma postura “independente” na Câmara de Vereadores. Com isso, o prefeito Alcides Bernal (PP) mantém intacta a sua administração, com escolhas pessoais na condução de pastas que interessavam aos tucanos, como a Secretaria de Educação, mas perde ainda mais apoio no Legislativo Municipal, com sua bancada caindo de nove para apenas sete vereadores.

“Como não houve manifestação da parte do prefeito Alcides Bernal depois que estivemos visitando ele, com nossos dirigentes, deputados e vereadores. Nós entendemos que não há interesse dele numa participação maior do partido em sua administração”, revelou o deputado estadual Márcio Monteiro (PSDB).

O PSDB apoiou Bernal no segundo turno da campanha eleitoral em Campo Grande, depois que seu candidato próprio, o deputado federal Reinaldo Azambuja, conseguiu um grande desempenho eleitoral no primeiro turno. Os tucanos apresentaram propostas a Bernal e demonstraram interesse em continuar participando das áreas de educação e esporte.

Bernal nomeou dois tucanos para participar do primeiro escalão do governo municipal, ambos, porém, por escolha pessoal. O maior interesse do PSDB era assumir a condução da Secretaria de Educação, onde Bernal pôs José Chadid e recusou qualquer negociação em torno de sua saída. Chegou-se a especular que a vereadora Rose Modesto (PSDB) seria nomeado para o lugar dele, mas isso não se confirmou.

Pelo contrário, alguns dias depois de conversar com os líderes do PSDB, o prefeito Alcides Bernal criticou duramente o PSDB, já deixando evidenciado que um acordo seria quase impossível. “Não vou trocar ninguém. E não vou mais conversar sobre isso e não vou ceder também a pressões”, afirmou Bernal, nesta terça-feira da semana passada.

Ontem, as lideranças do PSDB se reuniram e decidiram encerrar qualquer tratativa com Bernal sobre participação na administração municipal. Indagado se o PSDB rompeu com Bernal, o deputado Márcio Monteiro respondeu: “Não teve rompimento. Nós não temos nenhuma participação na atual administração e, portanto, não há que se falar em rompimento”.

Deixou claro, porém, que o PSDB terá uma postura independente em relação a Bernal daqui para frente. “Não há comprometimento do PSDB como de base de sustentação. Somos aliados de Campo Grande e o que for de interesse do nosso município nós vamos apoiar”, explicou Monteiro.

imagem transparente