03/04/2013 14:42

Sob protesto de "religiosos", Câmara aprova moção sobre casamento gay

Jéssica Benitez
Vereadora Luiza presta moção de congratulação à desembargadora do TJ/MS (Foto: Marcos Ermínio)Vereadora Luiza presta moção de congratulação à desembargadora do TJ/MS (Foto: Marcos Ermínio)

A exemplo do que ocorre no cenário político nacional, o tema casamento gay gerou polêmica na Câmara Municipal de campon Grande durante sessão desta manhã. A vereadora Luiza Ribeiro (PPS) destinou moção de congratulação a desembargadora do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), Tânia de Freitas, devido a sua decisão favorável ao reconhecimento do casamento entre pessoas do mesmo sexo no Estado, no entanto, ao contrário do que ocorre habitualmente, a moção não foi aprovada de imediato.

Alguns vereadores, grande parte componentes da bancada religiosa na Casa, se manifestaram contra congratulação.
Neste caso foi necessário abrir votação para decidir se a desembargadora seria ou não congratulada. “Já existe a permissão legal para o casamento e eu respeito, mas não vejo o porquê de congratular essa decisão. Acho que desta forma estaríamos estimulando”, justificou o vereador Paulo Siufi (PMDB).

Contrário a opinião do peemedebista, o vereador Marcos Alex (PT) defendeu a aprovação da moção. “Aqui é uma Casa de Leis que deve estar antenada com a questão dos direitos. A Câmara tem que garantir e respeitar a luta das minorias. Além disso, uma congratulação não muda opção sexual de ninguém”, rebateu o petista.

Por fim a moção foi aprovada por 15 votos a 10. “Trata-se apenas de uma congratulação ao TJ porque eles garantiram o direito de igualdade”, elucidou Luiza. Votaram contra: Paulo Siufi (PMDB), Coringa (PSD), Ayrton Araújo (PT), Flávio César (PTdoB), Cazuza (PP), João Rocha e Rose Modesto, ambos do PSDB, Alceu Bueno (PSL) Gilmar da Cruz (PRB) e Elizeu Dionizio (PSL).

Votaram a favor: Vanderlei Cabeludo (PMDB), Carla Stephanini (PMDB), Edil Albuquerque (PMDB), Chocolate (PP), Chiquinho Telles (PSD), Alex do PT, Eduardo Romero (PTdoB), Airton Saraiva (DEM), Paulo Pedra (PDT), Edson Shimabukuro (PTB), Dr. Jamal (PR), Grazielle Machado (PR), Otávio Trad (PTdoB), Luiza Ribeiro (PPS) e Carlão (PSB).

 

imagem transparente