A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Dezembro de 2018

07/12/2018 12:10

Reforma administrativa será enviada na próxima terça-feira, diz Reinaldo

Reinaldo voltou a dizer que vai ser poucas mudanças na gestão, apenas ajustes para tornar administração mais ágil

Leonardo Rocha
Reinaldo Azambuja durante entrevista na Assembleia (Foto: Leonardo Rocha)Reinaldo Azambuja durante entrevista na Assembleia (Foto: Leonardo Rocha)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) disse que vai enviar as “mudanças pontuais” na administração, na próxima terça-feira (11), para Assembleia Legislativa. Ele explicou que ainda estão sendo feitas as últimas reuniões para definir, como será o quadro de gestão a partir de 2019, quando começa seu segundo mandato.

“Estamos finalizando o projeto, já tivemos uma reunião hoje (07) e ainda faltam detalhes a serem acertados. O secretário Eduardo Riedel está a frente desta composição, mas semana que vem vamos enviar à Assembleia, provavelmente na próxima terça-feira”, disse o governador, durante reunião técnica para novos investimentos na Bacia do Rio Taquari.

Reinaldo ponderou que serão “mudanças pequenas”, já que segundo o tucano, o governo dispõe de uma das menores estruturas (administrativas) do País, tendo apenas 10 secretarias. “Faremos alterações necessárias para tornar a gestão mais ágil, com mais resolutividade na administração”.

Questionado sobre o tempo hábil para votações, o governador disse que confia que os deputados votarão tanto estas “mudanças administrativas”, como os demais projetos do executivo, ainda neste ano, no prazo anterior ao recesso parlamentar. “A Assembleia já mostrou boa dinâmica para votar os projetos, nunca teve dificuldade para analisar estas matérias importantes”, avaliou.

Reuniões – O governador reuniu ontem (06) todos os secretários estaduais, paara avaliar a metas que foram cumpridas no ano, no chamado “contrato de gestão”. Ele falou aos gestores que vai haver algumas mudanças na administração, mas fez mistérios sobre quais serão as alterações.

Nesta semana, os 10 secretários estaduais entregaram uma “cartão de demissão” ao governador, colocando seus respectivos cargos à disposição, para que o tucano possa decidir quem vai continuar e se vai ter substituições. Eles destacaram no documento que os bons resultados do governo, foi um esforço coletivo de todas as pastas, mesmo no momento de crise financeira.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions