A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

02/08/2008 21:02

Ações contra aftosa custaram R$ 70 milhões ao Ministério

Redação

Até conseguir o reconhecimento da OIE (Organização Mundial de Saúde Animal) como área livre de aftosa com vacinação, Mato Grosso do Sul recebeu investimentos de R$ 70 milhões do Ministério da Agricultura. O número é do superintendente federal de agricultura, Orlando Baez, que participa de um churrasco nesta noite no Parque de Exposições Laucídio Coelho, em Campo Grande, em comemoração ao novo status sanitário.

Desses R$ 70 milhões, R$ 30 milhões fora gastos com indenização. Foram 77 mil animais sacrificados em Mato Grosso do Sul e 532 produtores indenizados.

O superintendente garante que o Estado tem condições manter o status de livre de aftosa. Segundo ele, a SFA conta com R$ 11 milhões em caixa para dar continuidade às ações sanitárias.

Orlando Baez disse ainda que Mato Grosso do Sul conseguiu os investimentos necessários para as ações sanitárias graças a habilidade do governador André Puccinelli de negociar com o Governo Federal. Puccinelli também participa do evento.

Para Orlando Baez, o grande desafio sanitário que Mato Grosso do Sul terá que vencer será o de levar a rastreabilidade a todos o gado. Dos 21 milhões de bois, 7 milhões são rastreados.

Já a secretária Tereza Cristina (Produção) estimou que apesar do reconhecimento da OIE, os países europeus deverão voltar a comprar carne de Mato Grosso do Sul somente em dois ou três meses.

Ela também ressaltou a importância d a rastreabilidade.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions