A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

30/05/2011 19:14

Acrissul reduz horário de votação e recebe crítica de candidato da oposição

Ana Paula Carvalho
Para Zeito, mudança no horário dificulta acesso à votação. (Foto: Divulgação)Para Zeito, mudança no horário dificulta acesso à votação. (Foto: Divulgação)

Acrissul reduz horário de votação e candidato da oposição critica mudança

Marcada para o dia 07 de junho, a eleição à presidência da Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul) tem gerado polêmica entre os candidatos.

Hoje, mais um capitulo da disputa entre a atual gestão e a oposição foi escrito com a decisão da Acrissul de reduzir o horário de votação. A medida foi duramente criticada pelo candidato da oposição José Lemos Monteiro, conhecido como Zeito.

No primeiro edital, de 18 de maio, foi estabelecido que o período de votação seria das 07h às 15h, no auditório da Acrissul. Nesta semana um novo edital foi publicado. Nele, ficou definido que a votação acontecerá das 19h às 22h.

Para Zeito a atitude dificulta o acesso de alguns associados à votação. “Várias pessoas da Acrissul são de idade avançada e têm pessoas que moram em cidades vizinhas, como Sidrolândia. Esse horário de votação as obrigaria a dormir em Campo Grande e dificultaria a votação dos idosos”, diz.

Segundo ele, a expectativa é de que 600 associados compareçam à votação. A mudança de horário poderia confundi-los. “Se considerarmos 600 associados seriam 12 segundos para cada um votar. É um absurdo, além de dificultar o acesso à mudança repentina de horário também é uma forma de confundir os sócios”, afirma.

Disputa- Em toda a história da Acrissul, eleições ocorreram poucas vezes.

Francisco Maia, atual presidentes, não quer a disputa, pois acredita que a continuidade da administração é necessária, além de considerar que um pleito neste momento poderia provocar rachas na classe produtora.

Ele afirma que “tirou a entidade do buraco”, fortaleceu a representatividade à frente dos interesses dos produtores, como a defesa da aprovação do código florestal, e se escora num projeto intitulado “Acrissul Amanhã” que pretende transformar o Parque de Exposições Laucídio Coelho num shopping rural, com instalação de lojas e reformas do espaço, para seguir no comando.

Do outro, a candidatura do pecuarista José Lemos Monteiro é vista como motivo para atrair “pecuaristas que se afastaram nos últimos anos a voltarem para a entidade”. Além disso, a chapa, que pode contar com Oswaldo Possari como vice, tem apoio de Laucídio Coelho, que esteve à frente da Acrissul por 10 anos e conduziu Francisco Maia à liderança da atual diretoria.

O Campo Grande News tentou contato com o atual presidente da Acrissul, Francisco Maia, mas não obteve sucesso.



O CHICO MAIA VOCÊ JÁ DEU SUA CONTRIBUIÇÃO.....JÁ ESTÁ DISPENSADO TÁ PODE IR PRA CASA.....
 
GILMAR CANDIDO em 07/06/2011 09:14:04
600, associados,em um estado como Mato Grosso do Sul, é muito pouco, se for dividir
por cidade quando dá, ?????, estes numeros e bem diferente da lista do Fundersul, parece que não e muito atrativo ser socio da acrissul. fraca,....so tem interesse para os grandes produtores ...
 
PAULO DURAES em 31/05/2011 09:08:12
E isso ai zeito,vc ta cheio de razao.vamos ver se durante o debate seus argumentos tem forca.afinal a turma do laucidio ta toda na sua chapa.vai ser bom comparar as duas administracoes.
 
Jose carlos em 30/05/2011 10:42:52
Os produtores rurais estao acostumados a frequentar a acrissul no periodo noturno para ir a leiloes.tanto e que a ultima grande concentracao de socios ocorreu a noite que foi a palestra do dep Aldo Rebelo.a votacao sera com urnas eletronicas e o tempo cauculado e suficiente ja que solicitamos ao TRE mais de uma urna.As eleicoes ocorreram de forma rapida e organizada.Estou a disposicao para dar qualquer esclarecimento quando for procurado.
 
Francisco maia em 30/05/2011 10:26:43
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions