A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

17/07/2014 12:19

Agricultores de MS já colheram 9% do milho safrinha

Bruno Chaves
Cerca de 150 mil hectares já foram colhidos (Foto: Cleber Gellio/Arquivo)Cerca de 150 mil hectares já foram colhidos (Foto: Cleber Gellio/Arquivo)

Aproximadamente 150 mil hectares da área destinada ao cultivo do milho safrinha em Mato Grosso do Sul já foram colhidos pelos agricultores. A quantidade representa 9% da área total de 1,5 milhão de hectares do Estado, revelou a Aprosoja (Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso do Sul), na quarta-feira (16), por meio do Siga (Sistema de Informações Geográficas do Agronegócio).

A região Centro Norte do Estado apresentou aumento considerável no percentual de área colhida por causa das condições favoráveis à colheira. Os números mais expressivos foram obtidos nas cidades de Chapadão do Sul e Costa Rica, que tiveram 20% da área destinada ao milho safrinha já colhidas. Na região, a média da colheira ultrapassa os 11%.

No Sul do Estado as chuvas foram mais intensas, porém não houve grande evolução desde o início da colheita. Duas das cidades que mais produzem grãos em Mato Grosso do Sul, Maracaju e Dourados, estão com a mesma porcentagem de área colhida desde a semana passada: o equivalente a 5% da área do município. Nessa região, que soma 6,6% da colheita estadual, os municípios mais adiantados são Amambai (13%), Caarapó (12%) e Rio Brilhante (10%).

Exportações – No primeiro semestre de 2014, Mato Grosso do Sul exportou 254 mil toneladas de milho. A quantidade foi 54% menor que a embarcada no mesmo período do ano passado. Com isso, a queda na receita das vendas virou consequência. O lucro com a venda do milho caiu para aproximadamente 50 milhões de dólares, o que representa baixa de 68% diante do primeiro semestre de 2013.

Os dados foram divulgados pela Secex (Secretaria de Comércio Exterior) e tabulados pelos técnicos da Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul). Nos primeiros seis meses do ano, o principal comprador do milho sul-mato-grossense foi o Vietnã, com pouco mais de 54 mil toneladas e 21,3% do total. Em seguida apareceu a Malásia, com mais de 30 milhões de toneladas, ou 12% do total.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions