A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

01/06/2009 15:54

André tranquiliza sobre importação de gado

Redação

O governador André Puccinelli (PMDB) tentou hoje tranqüilizar os produtores rurais do Estado, que estão preocupados com o anúncio de importação de gado em pé do Alto Paraguai.

Eles temem que a importação gere expectativa de excesso de oferta e derrube os preços da arroba em Porto Murtinho.

"Eles que venham falar com o governo para saber que o que estão falando não é verdadeiro. Não tem nada de importação, o frigorífico de Porto Murtinho, que tem capacidade de abate de 800 reses por dia, tem no entorno 300 reses, o que vai dar de 250 a 300 empregados. Então o número de reses vai ser completado, mas especificamente no frigorífico de Porto Murtinho, baseado no Ministério da Agricultura. Não vai ser importado para mais", garantiu o governador, durante ato de entrega de viaturas, em Campo Grande.

A Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul) alerta que a importação de gado em pé implica em riscos para o Estado. O gado seria abatido no Marfrig, que retomou as atividades na última semana.

O presidente da entidade, Ademar Silva Júnior, destaca que o Marfrig não tem desossa o que gera uma preocupação quanto à sanidade animal ainda maior para a pecuária brasileira. Outra reclamação é por concorrência desleal de preço da arroba, já que no Paraguai a carga tributária é menor.

O presidente do Sindicato Rural de Porto Murinho, Italívio Coelho Neto, também demonstra preocupação quanto à sanidade. Ele alerta que a faixa vizinha ao Alto Paraguai não está com a ZAV (Zona de Alta Vigilância]) concluída, o que não traz garantias ao Estado.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions