A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

17/09/2013 23:31

Após análises técnicas, Paranaíba vai iniciar plantio de grãos

Vinícius Squinelo

Parceria entre entidades de Mato Grosso do Sul tornará viável o cultivo de soja e milho em Paranaíba. Análises de solo e do índice pluviométrico apresentaram resultados positivos para a região e os estudos que identificam a melhor variedade da oleaginosa e o híbrido de milho adequado para o município serão apresentados em março de 2014, após a colheita teste. As informações foram divulgadas nesta terça-feira (17), pelo presidente da Aprosoja/MS (Associação dos Produtores de Soja), Almir Dalpasquale, em reunião no sindicato rural de Paranaíba.

De acordo com a Secretaria de Agronegócio de Paranaíba, cerca de 400 mil hectares do município são agricultáveis, sendo a maior parte destinada à pastagem, em estado de degradação. A Aprosoja/MS afirma que não é a intenção diminuir a área de pastagem, mas que os produtores rurais optem pela integração entre lavoura e pecuária. “As pesquisas apresentarão a viabilidade da integração dessas duas culturas, como opção de diversificar o agronegócio local e a fonte de renda”, enfatizou Dalpasquale, levando em consideração o cultivo de cana, eucalipto e seringueira, principais culturas da região.

Uma propriedade localizada na BR-483 servirá como área de teste para o cultivo piloto de grãos e será monitorado frequentemente pelo sindicato rural de Paranaíba e pelos pesquisadores da Fundação Chapadão. Além das sementes mais indicadas para a região, as pesquisas revelarão o período ideal de plantio e colheita. “O município tem logística favorável e histórico de produção agrícola. Vamos aplicar as tecnologias disponíveis e observar os resultados, para um cultivo de sucesso”, considerou o presidente da Fundação Chapadão, Adriano Loeff.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions