A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

20/12/2013 11:49

Após espera de 14 anos, família é contemplada com lote pelo Incra

Aliny Mary Dias
Reunião de novos assentados na manhã desta sexta-feira (Foto: Pedro Peralta)Reunião de novos assentados na manhã desta sexta-feira (Foto: Pedro Peralta)

Depois de quatro anos sem nenhum sem-terra conquistar um lote por meio da reforma agrária em Mato Grosso do Sul, 171 famílias receberam os títulos de posse dos lotes da Fazenda Nazaré, localizada próximo de Anhaduí, às margens da BR-163, na manhã desta sexta-feira (20).

Para o superintendente do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária), Celso Cestari, a ação é considerada um marco para o movimento de reforma agrária. “Representa um momento muito importante ainda mais para nosso estado que possui grande concentração fundiária”, afirma.

Os acampamentos em frente a Fazenda Nazaré começaram a ser erguidos há quatro, mas algumas famílias esperam lotes há 14 anos. José Batista faz parte da diretoria estadual do MST (Movimento Sem-Terra) e conta que o sorteio será feito para que os assentados sejam direcionados para cada lote de 12 hectares em média.

“Nós tínhamos 250 famílias acampadas e foi feita uma seleção pelo Incra para a escolha das 71 famílias. Esses que não foram escolhidos devem continuar acampados até que uma nova propriedade seja destinada”, explica o representante do MST.

Sem-terra viram com-terra após longo tempo de espera e sacrifício (Foto: Pedro Peralta)Sem-terra viram "com-terra" após longo tempo de espera e sacrifício (Foto: Pedro Peralta)
Assentados se reúnem para fazer almoço em comemoração ao dia especial (Foto: Pedro Peralta)Assentados se reúnem para fazer almoço em comemoração ao dia especial (Foto: Pedro Peralta)

Um dos novos assentados que mais se emocionaram ao receber a notícia de um lote definitivo foi o aposentado José Ramires, de 73 anos. Ele e a esposa Anita Reis, de 71 anos percorrem assentamentos do Estado há 14 anos.

No acampamento em frente à propriedade eles estavam há 1 ano e lembram das dificuldades enfrentadas. “Sempre foi um sofrimento muito grande, a gente passou muito sol e chuva, mas hoje ganhamos nosso pedaço de terra”, conta José, emocionado.Neuza Cavalcanti, 67, foi acampada desde que os barracos foram erguidos no local.

Neuza comemora novo lote (Foto: Pedro Peralta)Neuza comemora novo lote (Foto: Pedro Peralta)

Diante do documento que dá a posse do lote, a mulher fala sobre a emoção de ter a casa própria. “Foi a notícia que eu mais esperava na minha vida, é uma alegria sem tamanho”, conta.

A cerimônia de entrega dos títulos de posse ocorre durante esta sexta-feira na seda da fazenda. A partir de amanhã, segundo o MST, os assentados irão preparar os terrenos e podem solicitar os créditos que irão ajudar durante o período de adaptação. 

Conforme o superintendente do Incra, uma empresa será contratada para dar assistência técnica aos novos pequenos produtores. Em todo o Estado, segundo o movimento, há cerca de 1 mil famílias aguardando um lote destinado pela reforma agrária.

Barracos ainda estão em frente da entrada da fazenda (Foto: Pedro Peralta)Barracos ainda estão em frente da entrada da fazenda (Foto: Pedro Peralta)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions