A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

19/03/2009 16:15

BNDES planeja socorro financeiro aos frigoríficos

Redação

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) confirmou que está estudando medidas de apoio ao setor de frigoríficos bovinos, que vem enfrentando problemas devido à crise de crédito internacional.

O presidente do BNDES, Luciano Coutinho, no entanto, negou hoje (19) que tenha recebido orientação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva com esse objetivo. "O presidente, especificamente, não falou nada a respeito disso. Mas, nós estamos olhando o setor, que é importante", disse.

Para Coutinho, o problema no setor de frigoríficos é pontual e não sistêmico. "Nós estamos atentos ao setor e estamos analisando a pertinência de alguma medida setorial, olhando o lado das nossas linhas de capital de giro". Segundo o presidente do BNDES, ainda não há nada definido, mas uma decisão sobre o apoio ao setor poderá ser divulgada já no próximo mês de abril.

Coutinho não quis fazer comentários sobre um eventual apoio a empresas específicas do setor, principalmente as de capital aberto, como a Sadia, mas admitiu que "sempre que uma estruturação empresarial cria valor, resolve problemas, o banco pode apoiar. Mas, não posso falar especificamente a respeito de um caso".

A Sadia admitiu em nota, esta semana, que estaria em negociações com "terceiros", indicando a possibilidade de algum tipo de acordo com a Perdigão. O objetivo seria unir forças para enfrentar a crise.

O presidente do BNDES negou também que a instituição irá estudar condições especiais para empresas do setor que se encontrem em dificuldades. Coutinho esclareceu que o BNDES dá um tratamento geral, dentro de normas isonômicas. "Nós não temos tratamentos especiais, senão princípios que orientam a política de apoiar o desenvolvimento de setores e de empresas. Mas, sem tratamentos especiais", afirmou.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions