A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 22 de Setembro de 2018

28/12/2017 22:30

Cadeia produtiva em Anhanduí receberá apoio de escritório da Sedesc

Nyelder Rodrigues

O escritório da Sedesc, em parceria com a Agraer em Anhanduí, prepara uma série de projetos visando fomentar em 2018 as cadeias produtivas da região, que são as da bovinocultura de leite e corte, piscicultura, avicultura, hortifruti, apicultura e ovinocultura.

Dois técnicos ficarão atendendo permanentemente os produtores no local. Além disso, haverão dois veículos para viabilizar o contato diretamente no campo, somado a estrutura física que funcionará no mesmo imóvel onde está instalada a sub-prefeitura de Anhanduí.

Inicialmente os técnicos da Sedesc e Agraer farão trabalho de levantamento das necessidades dos produtores, identificando o que já existe de produção em andamento e que necessitam de apoio técnico.

Exemplo disso é a produção de urucum em algumas pequenas propriedades (cerca de oito) que carecem de orientação técnica. Os produtores de urucum sabem que existe uma fábrica em Nova Alvorada, que pode comprar a produção local, transformando o produto agrícola em corantes para abastecer o mercado nacional.

Os projetos de fomento passam também pela produção da bacia leiteira. Em Anhanduí existe um laticínio de médio porte que abastece o mercado de Campo Grande e região.

Irrigação, aproveitando as águas do rio Anhanduí, também está na lista de projetos prioritários. Há cerca de cinco anos a Agraer preparou um projeto de irrigação para a região que não foi utilizado e poderá ser resgatado agora.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions