A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 25 de Setembro de 2018

09/05/2018 17:15

Campanha é lançada com meta de vacinar mais de 20 milhões de cabeças em MS

A ação vai acontecer até o dia 31 de maio no Planalto e Fronteira, e até 15 de junho no Pantanal.

Anahi Gurgel
Gado sendo vacinado contra febre aftosa em Mato Grosso do Sul. (Foto: Divulgação/Semagro)Gado sendo vacinado contra febre aftosa em Mato Grosso do Sul. (Foto: Divulgação/Semagro)

Com meta de vacinar 99% do rebanho total de Mato Grosso do Sul, que é de 21 milhões de cabeças, foi oficialmente lançada nesta quarta-feira (09) a campanha de vacinação contra a febre aftosa. A ação vai acontecer até o dia 31 de maio nas regiões de Planalto e Fronteira, e até dia 15 de junho no Pantanal, devido às especificidades locais.

A solenidade foi realizada pela manhã na fazenda Embriza Biotecnologia, em Campo Grande. A meta vai além do exigido pelos órgãos sanitários, que é de atingir no mínimo 80%.

A estimativa é de que entre 30% a 40% do rebanho de bovinos e bubalinos seja imunizado na primeira quinzena da campanha. Hoje foi realizado lançamento oficial, mas a vacinação já havia começado no dia 1º.

Após aplicação da vacina, os proprietários rurais precisam comunicar à Iagro, por meio do site www.iagro.ms.gov.br. O prazo para o informe é até 15 de junho no Planalto e na região de Fronteira, e até 2 de julho para Pantanal.

Com o cumprimento de todas as etapas exigidas pela OIE (Organização Mundial de Saúde Animal), o estado estará dispensado de vacinar o rebanho contra a doença a partir de 2023.

Neste mês a OIE vai conceder ao Brasil o Certificado de Área Livre da Aftosa com Vacinação, coroando um trabalho realizado desde 2006, quando foi registrado o último foco da doença no estado.

“Foram 12 anos de investimentos públicos e firme atuação de pecuaristas, profissionais da área e agentes de fiscalização estaduais e federais para debelar o vírus e impedir uma tragédia econômica nacional”, avalia o secretário Jaime Verruck, da Semagro (Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar).

O reconhecimento favorece as oportunidades de negócios com a carne bovina do Brasil, que hoje se estende a 150 países. Mato Grosso do Sul é líder no abate de bezerro com até 24 meses de idade e tem carne de qualidade comprovada. A retirada da vacinação contra aftosa agrega valor e abre novos mercados ao estado.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions