A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

26/10/2011 19:19

Cana segue em expansão e gerou R$ 1,4 bilhão em MS só no ano passado

Marta Ferreira

Área plantada é apenas um quarto da de soja, mas faturamento é a metade

Lavouras de cana ocuparam, no ano passado, quase 400 mil hectares, com produção superior a 34 milhões de toneladas. (Foto: Divulgação)Lavouras de cana ocuparam, no ano passado, quase 400 mil hectares, com produção superior a 34 milhões de toneladas. (Foto: Divulgação)

O avanço da cana-de-açúcar nas lavouras de Mato Grosso do Sul salta aos olhos em levantamento da produção agrícola divulgado hoje, referente a 2010. No ano passado, conforme o IBGE, Mato Grosso do Sul passou do sexto para o quinto lugar no ranking nacional dos estados produtores da cultura, com uma área plantada de 399 mil hectares e produção próxima de 35 milhões de toneladas.

Com esse resultado, Mato Grosso do Sul supera Alagoas, estado tradicional na cultura da cana para as usinas.

Em relação a 2009, o aumento foi de 37%. Essa produção gigantesca, conforme o Instituto, está avaliada em R$ 1,4 bilhão. O IBGE aponta, ainda, Rio Brilhante como o segundo maior produtor de cana-de-açucar no Brasil, com 69 mil hectares cultivados e produção de 8,3 milhões de toneladas. O crescimento em relação a 2009 foi de 8%.

O município já tinha esse destaque no ano anterior, o que é atribuído à qualidade do solo, ao fato de os canivais serem novos e às condições climáticas, que permitem um rendimento maior.

Nova fronteira-A pesquisa sobre a produção agrícola destaque que Mato Grosso do Sul teve aumento alta na área plantada de 113 415 hectares, quase 40%. “É o que mais tem aumentado as áreas de canaviais nos últimos anos, atraindo os produtores com terras férteis e mais baratas em comparação às de São Paulo”.

As novas áreas de cana-de-açúcar, destaca o IBGE, vêm ocupando mais intensamente as pastagens, e algumas áreas de lavoura localizadas próximas às usinas.

Comparada à soja, a maior cultura do Estado, o dinheiro gerado nas lavouras destinadas às usinas de álcool e açucar impressiona. Com apenas um quarto da área ocupada pela soja, a cana gerou metade do valor da sojicultura.

No ano passado, conforme o IBGE, as plantações dos sojicultores produziram cerca de R$ 2,6 bilhões, em uma área ocupada de 1,7 milhão de hectares. É também um resultado positivo, com ampliação de 32% da produção em relação a 2009.

Mato Grosso do Sul é, no ranking dos estados, o quinto produtor de soja, atrás do Mato Grosso, do Paraná, do Rio Grande do Sul, e de Goiás.



Não tem geito, do geito que a coisa vai, o geito é aprendermos assoviar e chupar cana $$$$$$$
 
edilson pereira da silva em 27/10/2011 05:23:56
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions