A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

17/07/2014 20:33

China suspende embargo à carne bovina e decisão pode fortalecer pecuária do MS

Alan Diógenes

O presidente da Acrissul (Associação de Criadores de Mato Grosso do Sul), Francisco Maia, afirmou na noite desta quinta-feira (17) que o fato de a China suspender o embargo à carne bovina do Brasil, vai fortalecer o mercado da pecuária de Mato Grosso do Sul. Para ele, o crescimento da população chinesa fará com os consumidores incluam em seu cardápio a carne vermelha, consumo que não é tradicional no dias atuais.

“A liberação do nosso mercado para a China é um fato importante para o Estado, que é considerado o maior exportador de carne bovina do Brasil. Sabendo que a China é um dos maiores mercados mundiais de importação, a suspensão do embargo à carne bovina para o Brasil pode trazer uma vantagem para o Estado que vai começar a exportar mais carne e desenvolver ainda mais a pecuária”, explicou Chico Maia.

Conforme informações do site UOL, a suspensão do embargo à carne bovina do Brasil foi anunciada nesta quinta-feira pelo ministro da Agricultura brasileiro, Neri Geller. O site afirma que a China nunca foi um grande comprador de carne bovina do Brasil, mas apresenta grande potencial considerando a demanda de Hong Kong, atualmente a maior compradora do produto brasileiro.

Segundo o analista da Scot Consultoria Alex Silva informou ao UOL, o Brasil vem exportando grandes volumes para Hong Kong, dos quais grande parte é redirecionada para a China, onde o consumo de proteína animal vem aumentando em função de uma mudança nos padrões de consumo. "Podemos ter aí uma oportunidade, porque tem um diferencial de preço... Hong Kong compra por um valor mas repassa a preço diferente", destacou.

O diretor da Informa Economics FNP, José Vicente Ferraz, ponderou, também, que a medida não terá resultados imediatos, uma vez que será preciso restabelecer canais de negociação. "Teremos crescimento gradual com volumes crescentes de exportação ano a ano... porque este mercado vai crescer. O Brasil tem tudo para ficar com uma das maiores parcelas desse mercado", finalizou.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions