A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 23 de Setembro de 2018

01/03/2018 10:29

Chuvas adiam encerramento do Censo Agropecuário 2017 em MS

Mesmo com os percalços, trabalhos seguem à todo vapor; Já foram coletados 102,7% de informações

Danielle Valentim
Até janeiro, chefe do IBGE informou que a presença intensa da chuva não impediu que 80% da região fosse coletada. (Foto: Danielle Valentim)Até janeiro, chefe do IBGE informou que a presença intensa da chuva não impediu que 80% da região fosse coletada. (Foto: Danielle Valentim)

O encerramento do Censo Agropecuário 2017 do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) - previsto para fevereiro -, precisou ser adiado devido aos imprevistos e enchentes causadas pela chuva. Mesmo com os estragos que assolaram diversos municípios de Mato Grosso do Sul, os questionários seguem à fase final.

As visitas em boa parte dos sítios da agricultura familiar do Estado contam, inclusive, com o suporte da Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural), órgão vinculado ao governo do Estado, que atualmente presta atendimento para mais de 32 mil famílias agrícolas das 72 mil existentes.

“Os nossos técnicos têm o conhecimento das regiões e dos produtores pelos municípios. Há servidores nossos que acompanharam os recenseadores até as propriedades”, conta o gerente de Desenvolvimento Agrário e Abastecimento (GDA/Agraer), Araquem Midon.

Os resultados deveriam ser divulgados, agora, no final de fevereiro. Contudo, devido aos imprevistos causados pela chuva a previsão é de que todo o trabalho seja concluído no começo de março.

“O período chuvoso começou em meados de novembro e, de lá para cá, algumas regiões tiveram maior incidência, o que dificultaram as visitas até determinadas propriedades. Contudo, acredito que mais uma semana para frente, no mês de março, e tudo será concluído”, justifica o superintendente do IBGE em Mato Grosso do Sul, Mário Alexandre de Pinna Frazeto.

A localização de alguns proprietários foi outro ponto que também demandou um poucomais de trabalho. Entretanto, o Censo segue à todo vapor e os resultados obtidos no Mato Grosso do Sul são animadores, pois já ultrapassaram os números esperados.

Já foram coletados 102,7% de informações, o que significa que foram visitadas 66.892 propriedades rurais, 1.765 estabelecimentos a mais do que foi previsto. A meta era coletar informações em pelo menos 65.127 mil propriedades.

O Censo Agro abarca todo tipo de propriedade rural, da fazenda ao sítio, sendo promovido a cada dez anos. Todas as informações coletadas pelo País serão direcionadas a sede do IBGE, no Rio de Janeiro. A previsão é de que os resultados sejam publicados, nacionalmente, entre junho e julho deste ano.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions